Menu
Busca quarta, 23 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221

Morales nacionaliza empresas de energia espanholas com filiais na Bolívia

30 dezembro 2012 - 17h30

O presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou ontem (29) a nacionalização de filiais das distribuidoras espanholas de energia, localizadas em La Paz e Oruro. As companhias são a Electropaz, de energia elétrica, e a Empresa Força e Luz de Oruro (Elfeo), subsidiária da empresa espanhola Iberdrola. “[Estamos promovendo] o direito dos cidadãos vivendo em áreas rurais, salvaguardando a sua economia ", disse.

De acordo com o presidente, o objetivo é garantir o abastecimento e a cobrança de formas igualitárias na Bolívia."Fomos obrigados a dar esse passo para as taxas de serviços elétricos serem equitativa nos departamentos de La Paz e Oruro e que a qualidade de serviço de energia elétrica seja uniforme em áreas rurais e urbanas", disse Morales

Morales assinou ontem o decreto de nacionalização das duas empresas. Segundo o texto, as ações serão assumidas pela Empresa Nacional de Eletricidade da Bolívia (Ende). Pelo decreto, haverá uma compensação para a empresa espanhola.

A avaliação que vai gerar a compensação será feita por uma "empresa independente no prazo de 180 dias." O pagamento será feito no território bolivano em moeda nacional à taxa de câmbio oficial.

Segundo integrantes do governo da Bolívia, haverá uma compensação justa para a empresa espanhola Iberdrola. O vice-presidente boliviano, Álvaro García Linera, o governo “não vai agir arbitrariamente ".

"Esperamos que, nos próximos meses, por meio do diálogo e de relatórios técnicos, independentes e precisos, encontrar uma solução negociada com a empresa antiga proprietária Electropaz e não haver problema algum”, disse Linera.

A decisão de nacionalizar as empresas, segundo o presidente, foi baseada em estudos de campo que demonstraram a existência de uma grande diferença entre as tarifas de eletricidade em áreas rurais e urbanas.

Em 2010, o governo boliviano nacionalizou as ações de quatro empresas de geração de energia, incluindo duas subsidiárias da GDF Suez da França e da Grã-Bretanha Rurelec, para acelerar a entrega de serviços para diferentes regiões do país.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Ex-BBB Michelly Crisfepe exibe barriga esculpida na web e recebe elogios
PAGAMENTO
Justiça suspende auxílio-mudança de parlamentares reeleitos
SAÚDE
Menino de 5 anos é diagnosticado com leishmaniose em Campo Grande
ECONOMIA
Aéreas brasileiras transportaram 103 milhões de passageiros em 2018
COXIM
Mulher não consegue falar com marido que é encontrado morto pela filho
UFGD
Concursos para docentes e técnicos divulgam candidatos isentos
ECONOMIA
Secretaria de Fazenda publica valor atualizado de Uferms para fevereiro
FORÇAS ARMADAS
Polícia recupera pistola de uso restrito desaparecida desde 2016
APRENDIZES-MARINHEIRO
Marinha abre inscrições para concurso com 1 mil vagas em todo país
ANASTÁCIO
Homem agride e furta dinheiro mãe para comprar bebida alcoólica

Mais Lidas

POLÍCIA
Homem morre após ser atropelado por Mini Carregadeira em Dourados
BRASILÂNDIA
Dono de casa de prostituição é preso por tráfico de mulheres
OPERAÇÃO PREGÃO
Ex-secretário de Fazenda João Fava Neto é preso na Capital
ENERGISA
Consumidores podem recorrer ao valor da conta de energia sem sofrer corte no fornecimento