Menu
Busca terça, 16 de outubro de 2018
(67) 9860-3221

Moka considera “indevida” ingerência do STF na questão dos royalties

18 dezembro 2012 - 11h48

O senador Waldemir Moka (PMDB) considerou “indevida” a decisão do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, de suspender a análise do veto presidencial ao projeto que redistribui os royalties do petróleo a todos os Estados.

A sessão do Congresso Nacional em que a matéria seria examinada estava prevista para as 19 horas desta terça-feira. Na semana passada, o plenário do Senado e da Câmara havia aprovado requerimento de urgência para votação do veto.

Moka afirma que o Supremo interferiu no processo legislativo do Congresso, cujas prerrogativas estão previstas em seu Regimento. “Foram cumpridas todas as normas. O Congresso tem legitimidade para apreciar quaisquer vetos, atuais ou antigos”, explica.

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), entrou com recurso para derrubar a liminar concedida pelo ministro Fux. “Estamos de prontidão aqui em Brasília, esperando que o Supremo casse a liminar para que o Congresso aprecie ainda hoje o veto da presidente Dilma”, disse.

O projeto aprovado pelo Congresso prevê a distribuição dos royalties do petróleo a todos os Estados, igualitariamente. Pelas regras atuais, os recursos pagos pelas empresas que exploram a extração do produto são divididos pelos Estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e São Paulo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2018
Reinaldo vai ao TRE, que propõe campanha sobre erros na urna
SELEÇÃO
Guarda Mirim de Dourados abre inscrições para a quarta turma
SAÚDE
SUS vai oferecer novo medicamento contra hepatite C
CAMPO GRANDE
Trabalhador morre ao cai do telhado e bater a cabeça em proteção
AGRICULTURA FAMILIAR
Senado aprova MP que permite renegociação de dívidas rurais
TJ/MS
Justiça manda igreja devolver valor de automóvel doado por fiel
ECONOMIA
Dólar fecha em queda com busca por risco no exterior e cena eleitoral
BR-267
Polícia apreende quase 100kg de maconha dentro de veículo
BRASIL
Correios fecham 41 agências a partir de hoje; duas delas em MS
EDUCAÇÃO
Inscrições prorrogadas para fiscais externos dos vestibulares da UFGD

Mais Lidas

DOURADOS
Família busca notícias de mulher que abandonou carro e embarcou na rodoviária
JARDIM MONTE LÍBANO
Policiais douradenses são presos por assalto a família
DOIS DIAS DEPOIS
Servidora pública é encontrada nos fundos de residência que estava para alugar
DOURADOS
Cinco anos após crime, acusados pela morte de vendedor douradense vão a júri popular