Menu
Busca segunda, 16 de julho de 2018
(67) 9860-3221
RATEIO

Ministro Marun anuncia nova MP para dividir dinheiro das loterias

13 julho 2018 - 18h05Por G 1

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, informou nesta sexta-feira, dia 13 de julho, que a nova medida provisória (MP) que o presidente Michel Temer editará sobre os recursos das loterias deverá gerar R$ 1 bilhão para a segurança pública, R$ 600 milhões para o esporte e R$ 400 milhões para a cultura.

Em 11 de junho, Temer editou uma MP que transferia parte do dinheiro arrecadado pelo governo com as loterias para o Ministério da Segurança Pública.

Após a edição da medida provisória, os ministros do Esporte, Leandro Cruz, e da Cultura, Sérgio Sá Leitão, divulgaram notas criticando a MP assinada por Temer, argumentando que as pastas perderiam recursos.

Diante da polêmica, o governo decidiu editar uma nova medida provisória.

"Entendemos que [...] é possível uma arrecadação de cerca de R$ 2 bilhões [com as loterias]. Desta [arrecadação], R$ 600 milhões para o esporte, R$ 400 milhões para cultura e R$ 1 bilhão para a segurança pública", declarou Carlos Marun nesta sexta.

O ministro informou, ainda, ter se reunido com os ministros da Cultura e do Esporte, além de representantes dos ministérios da Fazenda, Casa Civil e Segurança Pública, para discutir o tema.

De acordo com o ministro, o governo vai recompor recursos retirados do esporte e cultura ao reduzir o aumento do prêmio pago aos vencedores das loterias de prognósticos numérico, alta prevista na MP 841. Nas loterias, uma fatia do que é arrecadado com a venda das apostas cobre o custo do prêmio.

Entenda os valores

De acordo com Carlos Marun, a nova MP vai alterar os percentuais destinados aos prêmios das loterias de "prognósticos numéricos", como a Mega-Sena, dos atuais 43,35% para 43,79%.

Conforme o texto da MP 841, atualmente em vigor, o percentual para o prêmio chegaria a 50% a partir de 2019.

Mas, segundo o ministro, a diferença de 6,21% vai permitir a recomposição de recursos para as áreas prejudicadas.

Publicação da MP

Segundo Marun, o governo publicará a medida provisória "dentro de alguns dias", antes mesmo de o Congresso Nacional encerrar o recesso e retomar as atividades.

Por se tratar de MP, a medida terá força de lei assim que for publicada no "Diário Oficial da União".

A partir daí, o Congresso Nacional terá até 120 dias para aprovar, modificar ou rejeitar a MP, que, em seguida, será enviada para sanção, sanção parcial ou veto do presidente Michel Tmer

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO NORTE
Roteiros para conhecer o Amazonas
COTAÇÕES
Dólar fecha em queda nesta segunda-feira
MULHERES
Marina Ruy Barbosa e Abrahão acertam com camiseta e jeans; confira e inspire-se!
ESPAÇO VEST
Senai leva design gráfico e orientação sobre mídias sociais a evento
FAMOSOS
Grazi Massafera posa com a filha ao lado de elefante
ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
Frango com inhame é a dica desta segunda-feira do Comer Bem
ARQUITETURA
Constra entre madeira e concreto aparente criam personalidade a apê de 220m²
ECONOMIA
Governo antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas
FUTEBOL
Conmebol divulga logo e faz contagem regressiva para Copa América no Brasil
ÁREA NOBRE
Vândalos incendeiam quiosques em praça na região Norte de Dourados

Mais Lidas

ACIDENTE
Douradense morre horas depois de cair do cavalo em fazenda
RESIDENCIAL BONANZA
Homem atropela casal em Dourados após ser contrariado
DOURADOS
Homem é assassinado na porta da própria casa
DOURADOS
Homem é atropelado após “roletar” avenida com bicicleta motorizada