Menu
Busca terça, 19 de junho de 2018
(67) 9860-3221
BRASIL

Ministro do STF nega pedido para suspender votação de denúncia contra Temer

24 outubro 2017 - 18h50Por Agência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio negou hoje (24) pedido feito por um deputado federal do PCdoB para suspender e fatiar a votação na Câmara dos Deputados sobre a denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer e os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria Geral da Presidência, Moreira Franco.

Na decisão, o ministro entendeu que assunto sobre a votação deve ser tratado internamente pela Câmara. "À Casa Legislativa cabe deliberar sobre a necessária autorização visando o processo, sem vinculação à unidade, ou não, da peça acusatória. Em síntese, definição quanto à votação única, ou considerado cada qual dos denunciados, circunscreve-se à Câmara dos Deputados.", decidiu.

A denúncia elaborada pela PGR contra o presidente, os ministros e outros peemedebistas é pelos supostos crimes de organização criminosa e obstrução da Justiça. A peça foi apresentada pelo ex-procurador Rodrigo Janot.  A defesa de Michel Temer contestou as acusações e apresentou ao Supremo pedido para que a denúncia fosse devolvida à PGR. Mas o plenário da Corte decidiu encaminhar a denúncia para a Câmara, à qual cabe autorizar ou não o prosseguimento da investigação.

O parecer do relator Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), que foi pela inadmissibilidade da denúncia, foi aprovado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) e será votado amanhã (25) no plenário da Casa. Tanto o presidente quanto os ministros só poderão ser investigados pelo STF se pelo menos 342 do total de 513 deputados autorizarem o prosseguimento da denúncia na Justiça, conforme determina a Constituição Federal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CALENDÁRIO PIS/PASEP
2,2 milhões ainda não sacaram; prazo termina dia 29
COPA DO MUNDO
Rússia passa pelo Egito e praticamente garante vaga nas oitavas
FRONTEIRA
Pecuarista é executado a tiros durante emboscada
OPERAÇÃO SANGUE FRIO
Ex-servidores do HU respondem na Justiça por desvio de recursos públicos
MEDICINA
Gota: da prevenção ao tratamento
SÃO JOÃO
João Pessoa prepara festa junina para receber turistas
DOURADOS
Suspeita é de incêndio criminoso na Linha do Potreirito
TÚNEL DO TEMPO
Presilha de cabelo dos anos 90 volta à moda
ESCRITURA PÚBLICA DIGITAL
Projeto eSocial foi tema de workshop na Prefeitura
SEBRAE
Dourados recebe palestra gratuita para quem deseja se tornar MEI

Mais Lidas

PARANHOS
Testemunha de atentado a prefeito é executada
PARANHOS
Calote em venda de fazenda teria motivado atentado a prefeito
ÁGATA DE AÇO II
Brigada de Dourados desloca 600 homens para atuar contra crimes fronteiriços
SOLIDARIEDADE
Douradense busca ajuda para conseguir manter a família