Menu
Busca segunda, 27 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Ministro da Agricultura diz que suspensão de embargo à carne brasileira “é questão de tempo”

07 janeiro 2013 - 19h15

O ministro de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mendes Ribeiro Filho, minimizou hoje (7) a suspensão das importações de carne bovina brasileira por dez países e disse que é “só questão de tempo” até as negociações serem finalizadas e os produtos liberados.

“Tenho esse assunto como resolvido. Temos conversado com país por país, mas temos procedimentos externos que precisam ser respeitados. Nós estamos fazendo contatos internacionais definitivos. O Brasil vai cumprir todo o mandamento que precisa ser cumprido e vai defender o que lhe pertence”, garantiu.

Mesmo sem dizer abertamente, Mendes Filho destacou a defesa do mercado interno como principal fator dos embargos à carne brasileira. “É uma ação que países adotam como defesa, para público interno, depois fazem levantamento, comprovam que o Brasil está embasado e fazem a liberação. É só uma questão de tempo, é o jogo”, comentou.

Nesse sentido, o ministro ressaltou que o prejuízo do mercado brasileiro é inferior aos ganhos dos países que proibiram a entrada da carne brasileira. “Não quero dizer se é isso ou aquilo, quero apenas dizer que eu acredito na defesa brasileira e que nós vamos fazer com que o assunto seja totalmente esclarecido a todo o mercado”, garantiu.

O embargo começou há cerca de um mês, quando foi confirmado um caso de doença conhecida como mal da vaca louca ocorrido no Paraná, em 2010, mas divulgado apenas em dezembro passado. Desde então, a importação de carne brasileira foi proibida na Arábia Saudita, Japão, China, África do Sul, Taiwan, Coreia do Sul, Jordânia, Líbano, Chile e Peru.

Especialistas ouvidos pela Agência Brasil avaliaram que o consumo da carne bovina brasileira é de risco desprezível. De acordo com eles, a proibição do uso de rações de origem animal na alimentação dos bovinos brasileiros e o fato de não haver relato de novas suspeitas do mal da vaca louca desde a morte do animal no Paraná são fatores de segurança para o consumidor.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Mais um preso é encontrado morto no raio 2 da PED
BRASIL
Presidente destaca "caráter pacífico" de atos em defesa do governo
CORUMBÁ
Boliviana é presa pela Polícia Federal com 17 quilos de cocaína
FUTEBOL
Times de MS se complicam na Série D do Brasileiro
DOURADOS
Carga de cocaína avaliada em mais de R$ 5 milhões é apreendida em ônibus de turismo
ECONOMIA
Safra de milho em MS deve chegar a 9,5 milhões de toneladas
ELDORADO
Polícia apreende veículo carregado com quase 40 quilos de cocaína
ACORDOS
Começa hoje a 5ª Semana Nacional da Conciliação Trabalhista
BELA VISTA
Jovem morre após ser esfaqueado no peito durante festa
TEMPO
Segunda-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados

Mais Lidas

ITAQUIRAÍ
Empresário é executado no Sul do Estado
TRÁFICO
Ação conjunta apreende 556 quilos de cocaína em ônibus de turismo religioso
FLAGRANTE
Polícia prende grupo caçando com 19 cães e lanças para abate
ITAQUIRAÍ
Comerciante foi executado com cinco tiros enquanto lavava residência