Menu
Busca sábado, 19 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221
BRASIL

Ministro Barroso, do STF, abre inquérito para investigar Temer e Loures

12 setembro 2017 - 16h05

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso decidiu hoje (12) abrir inquérito para investigar o presidente Michel Temer e o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures, além de mais dois empresários, pelos supostos crimes de corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro.

O pedido de abertura de investigação foi feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para apurar suspeitas de recebimento de vantagens indevidas dos envolvidos pelo suposto favorecimento da empresa Rodrimar S/A por meio da edição do Decreto dos Portos (Decreto 9.048/2017).

O pedido de abertura do inquérito chegou ao Supremo em junho e foi remetido ao ministro Edson Fachin. Ao receber o processo, o ministro entendeu que o caso deveria ser redistribuído a outro integrante da Corte por não ter conexão com o inquérito que envolve Temer a partir das delações da JBS.

Nesta semana, a presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, determinou uma nova distribuição e Barroso foi escolhido o novo relator.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Cleo Pires arrasa de topless na praia e comenta o bronze: "torrada na foto"
SATURAÇÃO
Operação reforça abordagens a suspeitos e veículos na fronteira
JORNAL NACIONAL
Coaf aponta que Flávio Bolsonaro recebeu 48 depósitos suspeitos em 1 mês
IVINHEMA
Colisão envolvendo carreta e caminhão deixa motorista ferido
BALANÇA COMERCIAL
Com US$ 102 bi, agronegócio bate recorde de exportação em 2018
NOVA ANDRADINA
Polícia encontra 70 litros de cachaça artesanal com detentos em presídio
DE OLHO NO CÉU
Madrugada da próxima segunda-feira terá eclipse lunar total
CAMPO GRANDE
Ladrões são flagrados roubando telhado de empresa industrial
JUSTIÇA
Dois são condenados por falsificar documento para obter CNH
DE GRAÇA
Estão abertas as inscrições para aula de zumba na UFGD

Mais Lidas

POLÍCIA
Rapaz é preso acusado de realizar ‘disk-droga’ em Dourados
FAKE NEWS
Eleandro Passaia é chamado para depor em caso de morte de jogador Daniel
DOURADOS
Investigado por corrupção, Idenor Machado volta a ser preso
DOURADOS
Polícia não encontra e João Fava Neto é considerado foragido da Justiça