Menu
Busca quarta, 26 de junho de 2019
(67) 9860-3221

Ministério do Trabalho estima que há mais de 20 mil trabalhadores escravos

27 maio 2011 - 13h19

O Ministério Público do Trabalho estima em aproximadamente 20 mil o número de trabalhadores em condições análogas à escravidão no Brasil atualmente. O número, que não é oficial, foi divulgado nesta sexta-feira (27) durante o lançamento da Campanha Nacional de Combate ao Trabalho Escravo.

De acordo com o procurador-geral do Trabalho, Otavio Brito Lopes, a estimativa foi feita por meio de informações coletadas em regates de trabalhadores e repassadas por “parceiros” do Ministério Público.

- Não é um número preciso, mas é bastante confiável.

Segundo dados dos relatórios de fiscalização para erradicação do trabalho escravo, o número de trabalhadores resgatados diminuiu em 2010 em relação a 2009 – de 3.769 para 2.617. Embora o número de estabelecimentos inspecionados também tenha sido um pouco menor (350 em 2009 contra 305 em 2010), o de pessoas encontradas nas situações de escravidão caiu mais.

De acordo com Lopes, os dados indicam que o trabalho escravo está diminuindo. De acordo com ele, um acompanhamento mais preciso será feito nos próximos anos mantendo-se um mesmo número de estabelecimentos e trabalhadores fiscalizados.

- Se fiscalizarmos 2.500 trabalhadores e encontrarmos 1% em trabalho escravo num ano e no seguinte fiscalizarmos novamente 2.500 e encontrarmos 0,5%, isso significará que houve uma redução.

Em pronunciamento na cerimônia de lançamento da campanha, Lopes afirmou que uma “atuação firme” do Judiciário na área civil e a lista suja do trabalho escravo do Ministério do Trabalho, que aponta empresas que foram flagradas com trabalhadores em situações degradantes, são dois fatores que têm ajudado a coibir a prática.

Ele destacou ainda a necessidade de qualificar os trabalhadores resgatados, para que eles não fiquem novamente vulneráveis ao aliciamento para as situações análogas à escravidão.

Quase 40 mil trabalhadores foram resgatados de condições de trabalho semelhantes à escravidão nos últimos 15 anos no Brasil. Desde 1995, quando se reconheceu a existência de trabalho escravo no país, até o ano passado, o Ministério do Trabalho realizou, em parceria com o Ministério Público e a Polícia Federal, 1.081 operações para localizar e resgatar trabalhadores. Em 2010, foram realizadas 141 operações, inspecionando 305 estabelecimentos, com 2.617 trabalhadores resgatados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Filha de Romário posa de biquíni e irmão brinca: “Que palhaçada é essa?”
BATAYPORÃ
Debate entre vereadores termina em ''quebra-pau'' na porta de delegacia
EXTRADIÇÃO
Após anúncio, Paraguai expulsa presos brasileiros procurados pela Justiça
UEMS
Curso de pedagogia realiza 4ª Colônia de Férias em Dourados
RECADASTRAMENTO
Mais de 93 mil eleitores já passaram pela biometria obrigatória em MS
CAMPO GRANDE
Câmera flagra “puxão” em nota de R$ 100 e caixa de lotérica vai presa
DOURADOS
Defesa de Idenor vai à Justiça para tentar barrar nova sessão
POLÍTICA
Câmara aprova texto-base de projeto que prevê nova lei de licitações
INTERIORIZAÇÃO
Grupo de 167 venezuelanos chega esta semana em Dourados
FUTEBOL
Jogos da Copa América só terão prorrogação a partir da semifinal

Mais Lidas

DOURADOS
Trans e namorado são presos suspeitos de extorquir cliente após programa
FRONTEIRA
Homem assassinado em estacionamento de shopping é ex-policial
DOURADOS
Jovem morre ao bater moto contra carreta parada no Água Boa
DOURADOS
Homem escapa de tiros na Vila Toscana; ex-namorada e o atual dela seriam os autores