Menu
Busca quarta, 18 de julho de 2018
(67) 9860-3221

Ministério da Saúde assina convênio para capacitar profissionais na fabricação de próteses e órteses

22 dezembro 2012 - 16h23

Para reduzir a carência de profissionais que produzem órteses e próteses, principalmente nas regiões Norte e Nordeste, o Ministério da Saúde fez uma parceria com a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD) que prevê a liberação de R$ 348 mil para a capacitação de mais de 200 pessoas para atuar nesse trabalho. O convênio foi assinado ontem (21) pelo ministro Alexandre Padilha, no Hospital Abreu Sodré, em São Paulo.

“Queremos capacitar mais de 200 profissionais em órteses e próteses aqui na oficina da AACD [em São Paulo] e, com isso, ter lá no interior e nas capitais do Nordeste profissionais capacitados para fazer órteses e próteses”, disse o ministro, após visitar a sede da associação em São Paulo.

Segundo Regina Helena Scripilliti Velloso, presidenta voluntária do Conselho de Administração da AACD, a assinatura do convênio deve ajudar a suprir a falta de mão de obra de ortesistas e protesistas do país. “Por meio desse convênio, a AACD vai disponibilizar sua estrutura e seu conhecimento e vai capacitar entre 200 e 300 pessoas para as oficinas ortopédicas do Nordeste”, explicou.

Além da parceria, outros dois convênios foram assinados na tarde de hoje (21) entre o Ministério da Saúde e a AACD. Um se refere a recursos para ajudar a AACD a ter novos equipamentos para cuidar de crianças, sobretudo na parte de reabilitação, com investimento de R$ 500 mil. Outra parceria apoia a associação no desenvolvimento de um novo aparelho para reabilitação física.

“A AACD desenvolveu, ao longo do último ano, um equipamento utilizado para reabilitação de pacientes que tiveram isquemia, derrame cerebral e de crianças com paralisia cerebral. O Ministério da Saúde tem todo o interesse em ter dados mais detalhados da recuperação das pessoas utilizando esse equipamento para incorporarmos seu uso a outras unidades do Sistema Único de Saúde”, disse o ministro.

As iniciativas fazem parte do Programa Viver sem Limite, criado em novembro do ano passado e que prevê a ampliação do acesso e a qualificação do atendimento às pessoas com deficiência permanente ou temporária no Sistema Único de Saúde (SUS), entre outras ações.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESTADO DE ATENÇÃO
Umidade do ar chega a 21% em mais um dia seco em Dourados
ESPORTE AMADOR
Copa Cachoeirinha de futebol de campo começa em agosto
ARQUITETURA VERDE
Casa tem teto verde e paredes vazadas
MARACAJU
Carga com 45 mil pacotes de cigarros contrabandeados é apreendida
COTAÇÕES
Dólar fecha em queda, de olho no rumo da taxa de juros dos EUA
SAÚDE
Pacientes do SUS vão receber notificações de consulta pelo celular
MAGISTRATURA
Juiz de Dourados é promovido a desembargador do TJMS
ALERTA
Gripe mata mais duas pessoas em uma semana no MS
Óbitos foram nas cidades de Campo Grande e Naviraí
ELEIÇÕES 2018
TSE vai fiscalizar uso de dinheiro vivo nas eleições
STOCK CAR 2018
Campo Grande sediará 7ª etapa da categoria em agosto

Mais Lidas

DUPLO HOMICÍDIO
Duas pessoas são assassinadas em Dourados
DOURADOS
Dupla em Corsa branco teria executado homens em Sitioca
DUPLO HOMICÍDIO
Polícia identifica uma das vítimas de assassinato em Dourados
DOURADOS
Acusado de matar mecânico confessa assassinato de homem no Flórida