Menu
Busca domingo, 21 de outubro de 2018
(67) 9860-3221

Ministro da Justiça diz que decisões do Supremo valem como lei

18 dezembro 2012 - 14h17

Em meio à polêmica sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de decretar a perda de mandatos dos parlamentares condenados na Ação Penal 470, o chamado processo do mensalão, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse hoje (18) que as decisões da Corte valem como lei.

“As decisões do Supremo, desde que transitadas em julgado, diz a Constituição, valem como lei e deverão ser cumpridas, independentemente da avaliação que as pessoas possam subjetivamente fazer sobre elas”, disse o ministro após balanço do Plano Estratégico de Fronteiras, feito esta manhã no gabinete do vice-presidente da República, Michel Temer.

Ontem (17), o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), classificou de “ingerência” no Parlamento a decisão do Supremo sobre a perda imediata de mandato dos deputados João Paulo Cunha (PT-SP), Valdemar Costa Neto (PR-SP) e Pedro Henry (PP-MT), condenados no processo.

Para o petista, a decisão do STF fere a Constituição. No entanto, ponderou que, até a publicação do acórdão, há tempo para uma solução. “A decisão tomada pelo STF, na minha avaliação, contraria o que diz a Constituição e tira uma prerrogativa da Câmara. Como a medida tomada não é imediata, há um período ainda de recursos e debates sobre o tema. Neste período, poderá haver mudanças de opinião e no posicionamento de alguns ministros do Supremo”, disse Maia ontem.

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), defende que até a publicação do acórdão também haverá um consenso sobre o destino dos deputados condenados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZ
Renata Kuerten desistiu da barriga trincada: "quero um corpinho violão"
FRONTEIRA
Homem tenta fugir, mas acaba preso com 392 quilos de maconha
AMEAÇA
Para fechar STF basta 'um soldado e um cabo', diz filho de Bolsonaro
RIO BRILHANTE
Morador de assentamento é encontrado morto e suspeita é latrocínio
DOURADOS
Mulher de 40 anos é assaltado quando desembarcava de ônibus
UEMS
Conselho de Ética abre inscrições para eleição de representantes
EMPREGO
Ao menos 7 órgãos abrem amanhã inscrições para mais de 100 vagas
FÁTIMA DO SUL
‘Tuzin’ morre após colidir motocicleta em rotatória
SHOWBIZ
Sabrina Sato coloca fim a mistério e revela nome pra lá de diferente da filha
INTOLERÂNCIA
UFGD divulga Nota de Repúdio sobre "Suástica" em painel

Mais Lidas

DOURADOS
Familiares e amigos dão adeus a empresário e filho mortos em acidente
DOURADOS
Bandidos atiram contra viatura e abandonam carro tomado em assalto
CANAÃ
Órgãos de segurança fecham festa organizada através do WhatsApp
RIO BRILHANTE
Caminhonete invade pista, bate em motocicleta e mata casal