Menu
Busca sábado, 06 de junho de 2020
(67) 99659-5905

MEC enviará nova MP para reajustar salário de médicos-residentes

03 junho 2011 - 07h24

Uma manobra do Senado Federal na noite de quarta-feira derrubou duas medidas provisórias (MPs) referentes ao funcionamento dos hospitais universitários que tinham sido enviadas pelo governo federal no fim do ano passado. O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou que o governo irá reenviar as propostas para o Congresso Nacional, com algumas alterações para permitir a tramitação.

No caso da MP 521/2010, que reajustava o valor da bolsa paga aos médicos-residentes, Haddad afirmou que ela será reeditada com a correção do valor pela inflação acumulada no período. “Essa sugestão foi bem recebida pela ministra do Planejamento [Miriam Belchior] e pela Casa Civil,, mas obviamente será submetida à presidenta [Dilma Rousseff]”, disse. O ministro estima que a MP deve ser reenviada ao Congresso Nacional entre uma e duas semanas.

Sobre a MP 520/2010, que iria criar a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), o MEC enviará o texto final, que já havia sido aprovado pela Câmara dos Deputados, no formato de projeto de lei, em regime de urgência. A criação dessa empresa é uma tentativa de regularizar a situação dos hospitais universitários, cujas contas estão sendo questionadas pelos órgãos de fiscalização e controle. Hoje, boa parte dos funcionários dos hospitais é contratada por meio de fundações de apoio ou por outras modalidades de terceirização, consideradas ilegais. Essa função seria assumida pela Ebserh, que será administrada pelo MEC.

Entretanto, desde que a MP foi enviada ao Congresso encontrou resistência entre os sindicatos da categoria, que temem uma “terceirização” dos serviços hoje prestados pelos hospitais universitários. O projeto de lei que será reenviado pelo ministério terá que passar novamente pela Câmara para seguir ao Senado.

“Não faltam iniciativas do governo [para a regularização dos hospitais universitários], mas nós dependemos de qualquer forma do Congresso Nacional”, explicou Haddad.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Covid-19 é encontrado em 88% das amostras em esgoto da capital de Minas Gerais
PESCA PREDATÓRIA
Ambiental apreende 1km de redes durante fiscalização em embarcações
TOQUE DE RECOLHER
Em Campo Grande, guardas acabam com festas de 160 pessoas e 5 vão presos
INFLUENZA
Dourados tem 234 notificações de Síndrome Respiratória Aguda Grave
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 2,5 milhões neste sábado
BR-163
Homem é preso levando carro com maconha em caminhão-guincho
ORMETÀ
STF decide que Jamil Name ficará preso em Campo Grande
TRÁFICO DE DROGAS
Douradense presa ontem na BR-463 levava quase 15 quilos de maconha
VIOLÊNCIA URBANA
Homem é assassinado a pedradas por morador de rua e tem corpo jogado em rio
PANDEMIA
Apesar do crescente número, MS foi o Estado com menos casos de Covid na sexta

Mais Lidas

PANDEMIA
Em disparada, casos de Covid-19 tem novo recorde diário e passam de 400 em Dourados
DOURADOS
Suspeito de apontar arma na cabeça de motoboy para roubar veículo é apreendido
DOURADOS
Empresário que vendeu gasolina sem imposto vê tributo mal usado no país
DOURADOS
Polícia descobre central que abastecia “bocas de fumo” e prende traficante