Menu
Busca quinta, 19 de abril de 2018
(67) 9860-3221

MDS e parceiros lançam Marco de Referência em Educação Alimentar e Nutricional

30 novembro 2012 - 19h15

Gestores e profissionais de assistência social, saúde e educação que lidam cotidianamente com os desafios da educação alimentar e nutricional no Brasil contam, a partir de agora, com um documento oficial para nortear as políticas públicas sobre o tema. Nesta sexta-feira (30), os ministérios do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), da Saúde e Educação lançaram o Marco de Referência em Educação Nutricional e Alimentar.

Construído a partir de discussões entre representantes dos três ministérios, de universidades e da sociedade civil, o documento consolida conceitos e práticas de educação alimentar e permite um olhar multidisciplinar sobre as políticas que promovem o direito à alimentação adequada, previsto na Constituição Federal e em vários documentos e tratados internacionais. “Essa é uma novidade e uma conquista muito importante, pois dá visibilidade à discussão sobre os hábitos alimentares da nossa população, além de contribuir para qualificar os debates e práticas em diferentes setores envolvidos”, avalia a secretária nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS, Maya Takagi.

Segundo ela, o momento atual é para incentivar o debate sobre o que o brasileiro coloca no prato, como a qualidade da alimentação reflete na sua saúde e qual a melhor forma de abordar as questões ligadas à insegurança alimentar na elaboração e execução das políticas públicas. “A insegurança alimentar tem muitas faces, que não se restringem à desnutrição ou subnutrição, mas também incluem a obesidade e outras manifestações.”

A secretária afirma que a evolução positiva na renda média do brasileiro, especialmente nos últimos anos, não se refletiu na melhor qualidade dos alimentos consumidos pelas famílias. “O consumo de alimentos processados, industrializados, com excesso de açúcares, sódio e gorduras e pobres em micronutrientes, é uma tendência em crescimento em todas as classes econômicas.”

A coordenadora-geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, Patrícia Jaime, avalia que o Marco de Referência ajudará a consolidar as políticas de segurança alimentar e nutricional, assim como a fortalecer o tema da educação alimentar no país. “A educação alimentar é uma medida fundamental para enfrentar questões como a obesidade, a desnutrição e as doenças ligadas à alimentação insuficiente ou inadequada.” O documento lançado nesta sexta-feira, assinala ela, servirá de base para a revisão do Guia Alimentar da População Brasileira, publicado pelo Ministério da Saúde em 2006 e que está em processo de atualização.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ARTIGO
Tecnofam: falando a língua do homem do campo, por Renato Câmara
ANASTÁCIO
10 ficam feridos após reboque de caminhonete se soltar e atingir van
LÍNGUA
UEMS oferece curso gratuito de Inglês em Dourados e Campo Grande
SOLENIDADE
Brigada Guaicurus de Dourados realiza Formatura do Dia do Exército
INFLUENZA
Gripe H3N2 faz segunda vítima do ano em MS
RIGOR
Entra em vigor lei que aumenta pena para motorista embriagado
PRAZO
Inscrições para seleção de estagiário do TRE/MS terminam hoje
APARECIDA DO TABOADO
Corpo de jovem de 21 anos é encontrado boiando em rio
TEMPO
Quinta-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
SHOWBIZ
Thaila Ayala aprecia a natureza de biquíni em cima de uma pedra

Mais Lidas

ITAPORÃ
Mortos em troca de tiros após assalto eram de Dourados
SEGURANÇA PÚBLICA
Em comunicado, PCC convoca integrantes para “alerta geral”
DOURADOS
Após invadir Ceim, dupla ameaça vigia de morte e rouba equipamentos
TENSÃO EM MS
Presos tentam impedir pente-fino na PED, mas agentes fazem ‘limpa’