Menu
Busca quinta, 17 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
BRASIL

Maia diz que comissão pode aprovar Previdência na semana que vem

17 junho 2019 - 14h35Por Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse hoje (17) que a reforma da Previdência pode ser aprovada pela comissão especial que analisa o tema até o próximo dia 26. O parecer do relator da proposta de emenda à Constituição (PEC) na comissão especial da Câmara, Samuel Moreira (PSDB-SP), foi lido na última quinta-feira (13).

O texto foi criticado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, segundo o qual, as alterações feitas na proposta inicial enviada pelo governo podem “abortar” a reforma. Para o ministro, entre os principais problemas, estão as mudanças nas regras de transição que reduziram substancialmente a economia projetada.

Rodrigo Maia disse que o posicionamento de Guedes teve efeito positivo. “A fala uniu o Parlamento, nos deu chance de estar mais próximos dos governadores e prefeitos. Tem crises ou críticas que vêm para bem. Essa é uma delas. Fortaleceu a certeza [de] que a Câmara e o Senado podem ter neste momento o papel [de] protagonista que nunca tiveram nos últimos 20 anos”, afirmou o presidente da Câmara depois de participar de um evento sobre transparências promovido pelo Grupo Bandeirantes.

Joaquim Levy

Maia comentou a demissão do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy. Ele pediu para deixar o cargo ontem (16) após ser criticado pelo presidente Jair Bolsonaro. Segundo Bolsonaro, o motivo do descontentamento com Levy foi a nomeação do advogado Marcos Barbosa Pinto para o cargo de diretor de Mercado de Capitais do BNDES.

O presidente da Câmara defendeu Levy e Barbosa. “Queria que o Marcos Pinto pudesse ser aproveitado em uma área de um debate importante sobre economia com viés social. Ele é um dos melhores do Brasil nessa área. Demitir faz parte da vida, é um direito do governo, mas da forma como foi feito, criou suspeição sobre o Marcos Pinto. Esse advogado que foi demitido do BNDES é um dos quadros que mais entendem de política econômica do ponto de vista social no Brasil”, ressaltou Maia, que elogiou a trajetória de ambos e os serviços que prestaram ao país.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SORTE
Aposta única acerta as 6 dezenas e fatura R$ 34 milhões na Mega-Sena
AÇÃO
Choque vem a Dourados para pente-fino na PED
POLÍTICA
Membros da Frente da Suinocultura tomam posse hoje na Assembleia de MS
BRASIL
Eduardo Bolsonaro é indicado novo líder do PSL na Câmara do Deputados
UEMS
Terminam hoje as inscrições do workshop “Redação de Patentes - Além dos Guias”
JUDICIÁRIO
Supremo julga nesta quinta-feira prisão após segunda instância
DINHEIRO NOVO
Pagamento do Pis/pasep aos nascidos em outubro começa nesta quinta
SÃO PAULO
Carreta carregada com material bélico do Exército tomba na divisa com MS
TEMPO
Quinta-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
INVESTIMENTO
MEC vai liberar mais R$ 43 milhões para 96 obras em universidades

Mais Lidas

POLÍCIA
Irmãos são detidos após polícia encontrar droga no Jardim Flórida
DOURADOS
Ciclista morre no HV após ser atropelado por ônibus
DOURADOS
UPA passa a atender apenas casos de urgência e emergência
EXPULSÃO
Chefão do narcotráfico é entregue à Polícia Federal brasileira