Menu
Busca quinta, 24 de maio de 2018
(67) 9860-3221
BANNER CORPAL TOPO SITE

Mãe é condenada por levar drogas para filho

08 junho 2011 - 18h25

Uma mãe foi condenada por levar drogas para o filho preso no Complexo Penitenciário da Papuda. A decisão foi tomada pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal, que manteve sentença. A pena foi fixada em 1 ano, 11 meses e 10 dias de reclusão, em regime inicial fechado, mais 166 dias-multa ao valor unitário de 1/30 do salário mínimo vigente à época dos fatos. Cabe recurso.

Consta da denúncia do Ministério Público, que em fevereiro de 2010 a ré, por livre e espontânea vontade, levou, na vagina, 2 porções de maconha (69,50 g) e 1 porção de cocaína (16,37 g) infringindo o artigo 33 c/c artigo 40, inciso III da Lei 11343/06 (tráfico de drogas cometido nas dependências de unidade prisional).

Na sentença condenatória, o juiz da 1ª Vara de Entorpecentes afirmou que a quantidade de maconha e cocaína apreendida com a mulher é incompatível com a versão de que a droga seria usada pelo filho.

Segundo pesquisa feita por ele, um cigarro de maconha possui de 0,5g a 1g da erva cannabis sativa, enquanto a quantidade necessária à overdose de cocaína varia de 0,2g a 1,5g da substância pura. "Não é crível que o filho da ré fosse consumir toda essa droga no presídio, diante das vistas dos policiais. A quantidade de droga apreendida com a ré foge ao padrão da simples posse para uso, conforme demonstra a experiência forense", afirmou.

A mulher foi presa em flagrante durante a revista policial e conduzida ao IML para que a droga fosse retirada da cavidade vaginal. No entanto, pela quantidade significativa das substâncias armazenadas, não foi possível a extração e a mulher foi encaminhada ao Hospital Regional da Asa Norte, onde teve que se submeter a procedimento cirúrgico.

Em depoimento prestado à Justiça, a ré afirmou que foi induzida a praticar o crime por causa das ameaças que o filho recebia de outro detento. Contou que a nora começou a lhe telefonar falando das ameaças e pedindo que ela transportasse a droga, pois estava "suja" no presídio e não podia ajudar o companheiro, ameaçado por causa de dívida contraída na prisão. Com Informações da Assessoria de Imprensa do TJ-DF.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORPÃO
Gracyanne mostra flexibilidade em pole dance e impressiona por cinturinha
POLÍTICA
PT lançará pré-candidatura de Lula no dia 09 de junho, diz Gleisi
PARAÍSO DAS ÁGUAS
Engenheiro morre em acidente após carro passar em buraco e capotar
LOTERIA
Confira as dezenas sorteadas da Mega-Sena nesta quarta-feira
ESPORTES
Equipe Dourados Sobre Rodas é destaque em competição em Goiás
CORRUPÇÃO
TJ/MS revoga habeas corpus de ex-segurança do governador de MS preso
PRAZO
Continuam abertas as inscrições para 5º Festival Douradense de Música
JUSTIÇA
Acusado de matar homem por suspeita de furto de bicicleta vai a júri
FUTEBOL
Dias de jogos do Brasil na Copa do Mundo não serão feriado
DEBATE
MPT discute logística reversa de embalagens em Mato Grosso do Sul

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Douradense morre em acidente na MS-270
RODOVIAS BLOQUEADAS
Greve dos caminhoneiros pode paralisar indústria em Dourados
MANIFESTAÇÃO
Caminhoneiros bloqueiam três trechos da BR-163 em Dourados
OPERAÇÃO OIKETIKUS
Gaeco volta às ruas contra "máfia do cigarro"