Menu
Busca quarta, 26 de setembro de 2018
(67) 9860-3221
SEGURANÇA PÚBLICA

Lei torna crime hediondo assassinato de policiais e parentes de agentes

07 julho 2015 - 13h30

A presidente Dilma Rousseff sancionou lei que torna crime hediondo e qualificado o assassinato de policiais civis, militares, rodoviários e federais, além de integrantes das Forças Armadas, da Força Nacional de Segurança Pública e do Sistema Prisional, seja no exercício da função ou em decorrência dela, ou contra seu cônjuge, companheiro ou parente consanguíneo até terceiro grau, em razão do cargo ocupado.

A lei ainda determina que a lesão corporal cometida contra esses agentes de segurança em serviço, e seus parentes, será aumentada de um a dois terços.

Em todos esses casos, a pena será de reclusão de 12 a 30 anos. Atualmente, a pena de homicídio simples varia de seis a 20 anos de prisão. A nova lei está publicada no Diário Oficial da União.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AMANHÃ
Agências da Caixa abrirão mais cedo para atender cotistas do PIS
LOTERIA
Mega-Sena deve pagar prêmio de R$ 2,5 milhões nesta quarta-feira
SUICÍDIO
Fórum e caminhada fecham a programação do “Setembro Amarelo”
NOVA ANDRADINA
Após agredir e ameaçar matar mulher homem foge, mas acaba preso
SEU BOLSO
Empréstimo consignado com garantia do FGTS começa nesta quarta
DOURADINA
Homem diz ser segurança, mas é preso com arma de uso restrito
DOURADOS
Perto do fim do prazo, cartórios têm movimento tranquilo por 2ª via de título
TEMPO
Quarta-feira nublada com possibilidade de chuva em Dourados
UAU
Aline Riscado curte praia com amigas e impressiona com corpão sarado
UFMS
PF investiga denúncia de acadêmico que ameaçou professores e alunos

Mais Lidas

DOURADOS
Polícia encontra bilhete com “mula” e fecha entreposto de drogas no Estrela Porã
OPERAÇÃO REMAKE
Gaeco cumpre mandados e apura desvio de R$ 670 mil em sindicato
BR-163
Gol carregado com maconha é apreendido em Dourados
ÁGUA BOA
Homem armado invade casa e leva dinheiro da vítima