Menu
Busca quinta, 23 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Lei que obriga nota fiscal detalhar impostos é sancionada com vetos

10 dezembro 2012 - 13h51

Foi publicada na edição de hoje (10) do Diário Oficial da União a Lei 12.741/12. A norma obriga que as notas fiscais informem o valor dos impostos embutidos no preço de produtos ou serviços adquiridos pelo consumidor. Diferentemente do texto aprovado pelo Congresso Nacional, a lei sancionada estabelece que deverão ser identificados sete e não nove tributos: Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), PIS/Pasep, Cofins, Contribuições de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e Imposto sobre Serviços (ISS).

Informações referentes ao Imposto de Renda e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) foram vetadas pela presidenta, Dilma Rousseff. Outro veto diz respeito à parte do texto que determinava a identificação do tributo mesmo que estivesse sendo questionado na Justiça ou em processo administrativo.

No caso dos serviços financeiros, as informações sobre os tributos deverão ser colocadas em tabelas fixadas nos pontos de atendimento, como agências bancárias. O IOF deverá ser discriminado somente para os produtos financeiros, assim como o PIS e a Cofins, somente para a venda direta ao consumidor. A lei também estabelece que a nota fiscal deverá trazer o valor da contribuição previdenciária dos empregados e dos empregadores sempre que o pagamento de pessoal constituir item de custo direto do serviço ou produto fornecido ao consumidor.

Sempre que os produtos forem fabricados com matéria-prima importada que represente mais de 20% do preço de venda, os valores referentes ao Imposto de Importação, ao PIS/Pasep e à Cofins incidentes sobre essa matéria-prima também deverão ser detalhados.

Para que os estabelecimentos comerciais tenham tempo para se adaptar às novas regras, a lei só entra em vigor em junho de 2013. A partir daí, quem descumprir a lei pode ser enquadrado no Código de Defesa do Consumidor (Lei 8.078/90), que prevê sanções como multa, suspensão da atividade e cassação da licença de funcionamento.

A lei é fruto de uma iniciativa popular que reuniu aproximadamente 1,56 milhão de assinaturas coletadas pela campanha nacional De Olho no Imposto, da Associação Comercial de São Paulo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Flávia Monteiro se diverte em praia do Ceará: "minha alma é uma eterna criança"
NOVA ANDRADINA
Menor agride mãe, ateia fogo em móveis, se tranca em cômodo e é salvo pela PM
UEMS
Acadêmicos participam de amistoso de Futebol Suiço na Aldeia Jaguapiru
ITAQUIRAÍ
Casal é investigado por golpes contra idosos que somam mais de R$ 500 mil
NOVO DECRETO
Exército vai definir em 60 dias quais armas cidadãos vão poder comprar
ACIDENTE
Motorista pega no sono e bate caminhão na traseira de outro na BR-163
FUTEBOL
Fifa desiste de fazer Copa do Mundo do Catar com 48 seleções
CRIME AMBIENTAL
Ambiental fecha suinocultura instalada em área protegida de nascentes
JUSTIÇA
Banco é condenado a ressarcir cheque extraviado de R$ 29 mil
UEMS
Estão abertas as inscrições para a VI edição do Enepex

Mais Lidas

POLÍCIA
Após pescaria, marido encontra desconhecido na frente de casa e ameaça mulher com arma em Dourados
PEDRO JUAN
Seis morrem e uma criança fica ferida após ataque de pistoleiros na fronteira
PEDRO JUAN
Três suspeitos de chacina na fronteira são presos pela polícia paraguaia
DOURADOS
Tropa de Choque chega à PED após suspeita de túnel e motim