Menu
Busca quinta, 20 de setembro de 2018
(67) 9860-3221
BRASIL

Justiça Federal concede liberdade a ex-ministro Henrique Alves

13 julho 2018 - 11h10Por Agência Brasil

O juiz Francisco Eduardo Guimarães Farias, titular da 14ª Vara da Justiça Federal no Rio Grande do Norte, concedeu hoje (13) liberdade provisória ao ex-ministro Henrique Eduardo Alves, que cumpria prisão domiciliar em Natal.

O ex-ministro é réu no processo da Operação Manus, onde constam denúncias de organização criminosa, lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

O juiz, na sua decisão, estendeu a Henrique Alves os efeitos da decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello, que concedeu habeas corpus ao réu Eduardo Cunha no mesmo processo.

O advogado Marcelo Leal, que defende o ex-ministro, está neste momento na 14ª Vara da Justiça Federal, em Natal, onde ocorre o último ato de instrução do processo com o interrogatório de Eduardo Cunha. Ele disse, por meio de nota, que a decisão da Justiça Federal atesta a inocência de Henrique Alves.

"A liberdade de Henrique é o coroamento de um processo em que até mesmo as testemunhas de acusação e os delatores premiados atestaram a inocência de Henrique Alves. O processo está no final. Hoje será ouvido o interrogatório do último réu, Eduardo Cunha. Depois disso, vem a fase de requerimento de diligências, alegações finais e sentença. Estou convicto disso. Foram ouvidas quase 100 testemunhas neste processo e todas, absolutamente todas, confirmam a inocência de Henrique!", finalizou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
UEMS abre inscrições para o Mestrado em Ensino em Saúde
MUNDO NOVO
Integrante do PCC que fugiu de presídio é preso na região de fronteira
DRENO
Bolsonaro passa por procedimento para tirar líquido no abdômen
OPERAÇÃO OIKETICUS
Tenente-coronel é condenado a 3 anos de prisão por obstrução da Justiça
ECONOMIA
Brasileiros poderão receber remessas do exterior em reais
JUSTIÇA
Comerciante é condenado por vender bebida alcoólica a menor
FIT
Orquestra UFGD abre hoje o 9º Festival de Teatro de Dourados
CORUMBÁ
Tráfego na MS-184 é liberado após recuperar ponte de madeira
ECONOMIA
STF mantém decisão que manda corrigir saldo do FGTS no Plano Collor 2
PREVENÇÃO
Centros de assistência de saúde mental ajudam na prevenção ao suicídio

Mais Lidas

DOURADOS
Colisão frontal mata passageiro de caminhonete e deixa três pessoas feridas
DOURADOS
Homem esfaqueado pelo filho morre no Hospital da Vida
DOURADOS
Polícia fecha entreposto de drogas e prende três no Jardim Colibri
BR-163
Acidente envolvendo caminhão e caminhonete deixa dois em estado grave e um morto