Menu
Busca sábado, 21 de julho de 2018
(67) 9860-3221

Justiça dos EUA decide manter chefe do FMI preso no caso de abuso

16 maio 2011 - 14h33

Uma juíza americana negou nesta segunda-feira (16) um pedido de fiança para o diretor-gerente do FMI, Dominique Strauss-Kahn, acusado de agressão sexual e tentativa de estupro de uma camareira de hotel no sábado em Nova York.

Os advogados de defesa de Strauss-Kahn haviam proposta que ele fosse solto mediante pagamento de fiança de US$ 1 milhão, mas a proposta foi recusada.

A juíza Melissa Jackson argumentou que a prisão deveria ser mantida porque havia "risco de fuga". Strauss-Kahn deve ficar sob custódia até a próxima sexta-feira (20), quando ocorre nova audiência.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Mulher morre ao bater carro na traseira de caminhão parado
SUB-19
Sete sai na frente, toma a virada e perde a liderança para o União ABC
FLAGRANTE
Maconha apreendida em Dourados deve chegar a 2t
FUTEBOL DE BASE
Fase quartas de final do Estadual Sub-17 começa neste sábado
DOURADOS
Trio armado invade lanchonete e leva dinheiro de comerciantes
DOURADOS
Polícia apreende carreta na Presidente Vargas com droga que seria levada até SP
EDUCAÇÃO
Saiba como ampliar o prazo de financiamento do Fies
ÁGUA BOA
Ferido com tiro durante comemorações na Copa é preso com drogas em Dourados
LAMA ASFÁLTICA
Advogado de Puccinelli diz que apenas defesa de Lula entra com HC no plantão
DOURADOS
Homem é preso no Água Boa com arma de uso restrito

Mais Lidas

ALBINO COM A JOAQUIM
Músico morre quatro dias após acidente no Centro de Dourados
LAMA ASFÁLTICA
Puccinelli, filho e advogado são presos na Capital
DOURADOS
Vereador é assaltado por dupla armada ao chegar em casa
CAARAPÓ
Ação conjunta prende trio suspeito de roubo a joalheria