Menu
Busca segunda, 20 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Justiça dos EUA decide manter chefe do FMI preso no caso de abuso

16 maio 2011 - 14h33

Uma juíza americana negou nesta segunda-feira (16) um pedido de fiança para o diretor-gerente do FMI, Dominique Strauss-Kahn, acusado de agressão sexual e tentativa de estupro de uma camareira de hotel no sábado em Nova York.

Os advogados de defesa de Strauss-Kahn haviam proposta que ele fosse solto mediante pagamento de fiança de US$ 1 milhão, mas a proposta foi recusada.

A juíza Melissa Jackson argumentou que a prisão deveria ser mantida porque havia "risco de fuga". Strauss-Kahn deve ficar sob custódia até a próxima sexta-feira (20), quando ocorre nova audiência.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Passageiro é preso por assediar adolescente e mulher com bebê no colo
TJ/MS
Justiça restabelece CNH de caminhoneiro autuado no teste do etilômetro
ITAPORÃ
PM da reserva morre em acidente próximo a ponte do Rio Santa Maria
FUTEBOL
Presidente do Operário solicita arbitragem "neutra" nos jogos do returno do Brasileiro
DOURADOS
“Tenho total desconhecimento desse pedido”, diz Junior sobre cassação
ECONOMIA
Após bater em R$ 4,12, dólar fecha em leve alta
DOURADOS
Defesa fala em ‘caça às bruxas’ em caso de perda de mandato de Idenor
BRASIL
Governo está aberto a mudanças na reforma da Previdência, diz relator
AO VIVO
Câmara julga denúncia de quebra de decoro parlamentar contra Idenor Machado; assista
TRÁFICO
Morador em Rondônia é preso na BR-463 com mais de 600kg de maconha

Mais Lidas

DOURADOS
Mulheres são presas ao tentar levar droga para maridos na PED
RODOVIÁRIA
Mulher é presa em Dourados com maconha que seria entregue no RS
DOURADOS
Guarda flagra adolescentes bebendo vodka durante a madrugada no Centro
EDUCAÇÃO
Inscrições do Encceja 2019 começam nesta segunda-feira