Menu
Busca domingo, 20 de maio de 2018
(67) 9860-3221
Clube Indaiá - Janeiro 2018

Justiça dos EUA decide manter chefe do FMI preso no caso de abuso

16 maio 2011 - 14h33

Uma juíza americana negou nesta segunda-feira (16) um pedido de fiança para o diretor-gerente do FMI, Dominique Strauss-Kahn, acusado de agressão sexual e tentativa de estupro de uma camareira de hotel no sábado em Nova York.

Os advogados de defesa de Strauss-Kahn haviam proposta que ele fosse solto mediante pagamento de fiança de US$ 1 milhão, mas a proposta foi recusada.

A juíza Melissa Jackson argumentou que a prisão deveria ser mantida porque havia "risco de fuga". Strauss-Kahn deve ficar sob custódia até a próxima sexta-feira (20), quando ocorre nova audiência.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AOS 57 ANOS
Luiza Tomé ostenta corpão em rede social
AGENDA
Assembleia homenageia Força Expedicionária e debate Escola sem Partido
PREOCUPAÇÃO
Defesa Civil do Estado avalia impactos da cheia do Pantanal nas áreas ribeirinhas
FUTEBOL DE BASE
Definidos confrontos da segunda fase da Copa Mirim “João Ângelo Rocha”
EDUCAÇÃO
Novo convênio permitirá que brasileiros usem nota do Enem em Portugal
PLANEJAMENTO
Inventário turístico de Dourados começa a ser atualizado
SEGURANÇA PÚBLICA
Números apontam redução da criminalidade em MS
Após fugir e cair em barranco, homem foge e abandona 300 kg de maconha
OPORTUNIDADE
Governo publica editais para 36 especialistas e profissionais da saúde no concurso da PM e Bombeiros
PARANAÍBA
Motorista foge após causar acidente e agredir mulher

Mais Lidas

BR-163
Caminhonete carregada com maconha é encontrada abandonada em posto de Dourados
CAMPO GRANDE
Chefe de quadrilha investigada pela PF foge de presídio
FRONTEIRA
Homem é executado por pistoleiros em "Favelinha" de Ponta Porã
PEDRO JUAN
Mulher é executada a tiros na fronteira