Menu
Busca quinta, 20 de setembro de 2018
(67) 9860-3221

Justiça dos EUA decide manter chefe do FMI preso no caso de abuso

16 maio 2011 - 14h33

Uma juíza americana negou nesta segunda-feira (16) um pedido de fiança para o diretor-gerente do FMI, Dominique Strauss-Kahn, acusado de agressão sexual e tentativa de estupro de uma camareira de hotel no sábado em Nova York.

Os advogados de defesa de Strauss-Kahn haviam proposta que ele fosse solto mediante pagamento de fiança de US$ 1 milhão, mas a proposta foi recusada.

A juíza Melissa Jackson argumentou que a prisão deveria ser mantida porque havia "risco de fuga". Strauss-Kahn deve ficar sob custódia até a próxima sexta-feira (20), quando ocorre nova audiência.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PRORROGAÇÃO
Inscrições para o I Acampa Dourados são prorrogadas até o dia 28
DOURADOS
Quinta-feira registrou quase metade da chuva estimada para todo o mês
ELEIÇÕES 2018
TSE aprimora consulta sobre como verba eleitoral é gasta por candidato
EDUCAÇÃO
IFMS firma parcerias para solucionar problemas do setor produtivo
GRAMMY LATINO
Festival tem Anitta e Chico Buarque entre indicados; veja lista
NEGÓCIOS
Empresários falam sobre empreendedorismo durante café na II Feira de Negócios da Unigran
EDUCAÇÃO
Manifestantes tentam impedir decisão da UFMS de suspender oito cursos de graduação
JARDIM
PMA autua fazendeiro por desmatamento ilegal de oito hectares e incêndio de vegetação nativa
RIO BRILHANTE
Veículo roubado em SP é recuperado durante abordagem
CINEMA
Com Jack Black, "O Mistério do Relógio na Parede" traz fantasia na medida certa

Mais Lidas

DOURADOS
Colisão frontal mata passageiro de caminhonete e deixa três pessoas feridas
DOURADOS
Homem esfaqueado pelo filho morre no Hospital da Vida
BR-163
Acidente envolvendo caminhão e caminhonete deixa dois em estado grave e um morto
DOURADOS
Polícia fecha entreposto de drogas e prende três no Jardim Colibri