Menu
Busca quarta, 16 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221

Justiça dos EUA decide manter chefe do FMI preso no caso de abuso

16 maio 2011 - 14h33

Uma juíza americana negou nesta segunda-feira (16) um pedido de fiança para o diretor-gerente do FMI, Dominique Strauss-Kahn, acusado de agressão sexual e tentativa de estupro de uma camareira de hotel no sábado em Nova York.

Os advogados de defesa de Strauss-Kahn haviam proposta que ele fosse solto mediante pagamento de fiança de US$ 1 milhão, mas a proposta foi recusada.

A juíza Melissa Jackson argumentou que a prisão deveria ser mantida porque havia "risco de fuga". Strauss-Kahn deve ficar sob custódia até a próxima sexta-feira (20), quando ocorre nova audiência.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Homem é flagrado tentando recuperar arma dentro de carro apreendido no pátio do Detran
ESTADUAL DE FUTEBOL
Pré-temporada dos árbitros que atuarão no Estadual começa hoje
BR-267
Maconha apreendida em carga de soja ultrapassou 1t
EDUCAÇÃO
Publicada relação de classificados para as escolas estaduais em tempo integral
BR-267
Polícia desconfia da cor do veículo e encontra sinais de adulteração
DOURADOS
Seis são apontados por participação em emboscada que matou interno do Semiaberto
AGRICULTURA
Reinaldo defende fim da burocracia que impede desenvolvimento do setor produtivo
BRASIL
Bolsonaro defende Mercosul enxuto e com relevância
REGIÃO
Veículo com sinais de identificação adulterados é apreendido na MS-164
GERAL
Família recorre e justiça determina que plano de saúde conceda sessões de fonoaudiologia

Mais Lidas

GRUPOS RIVAIS
Interno do semiaberto de Dourados é morto em briga de facções
DOURADOS
Rapaz assassinado em emboscada foi preso por tentativa de furto a caixa eletrônico
POLÍCIA
Motorista que morreu em acidente na BR-163 tinha 28 anos
BR-163
Acidente que matou motorista de ônibus deixou outros cinco feridos