Menu
Busca quinta, 20 de junho de 2019
(67) 9860-3221

Justiça aceita denúncia contra Ministro do Desenvolvimento

24 maio 2011 - 09h20

A Justiça de Minas Gerais aceitou ação civil pública contra Fernando Pimentel (PT) e mais nove réus por improbidade administrativa, segundo despacho divulgado nesta terça-feira (23). À época dos fatos citados no processo, o atual ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior disputava a reeleição para a prefeitura de Belo Horizonte.

A ação foi proposta pelo Ministério Público e decidida em caráter liminar pelo juiz da 4ª Vara de Feitos da Fazenda Pública Municipal de Belo Horizonte, Renato Luís Dresch. A decisão é em 1ª instância e cabe recurso.

Segundo o MP, as acusações são de dispensa indevida de processo licitatório para a contratação de obras de construção de habitações populares, desvio de recursos públicos, financiamento de campanha para prefeito municipal com recursos públicos, violação do princípio da publicidade e superfaturamento de obras. Foi determinada a indisponibilidade de bens até o valor aproximado de R$ 5,2 milhões de construtora que teria firmado contrato irregular.

De acordo com a assessoria de imprensa do Fórum Lafayette, a acusação oferecida busca a condenação dos réus por improbidade administrativa e o ressarcimento do patrimônio público. O Ministério Público pede também a anulação de convênio para a construção de casas populares.

As acusações foram rebatidas pelos dez acusados, de acordo com a Justiça. Na defesa prévia, as principais alegações foram a negativa de atos de improbidade administrativa, a limitação do direito de defesa e a prescrição do direito de ação. O juiz, ao analisar o processo, rejeitou a alegação de cerceamento de defesa já que não faltou oportunidade para os interessados se manifestarem. Ainda segundo a assessoria do TJMG, ele também rejeitou a prescrição tendo em vista que os réus que a alegaram ainda estavam dentro do prazo para serem alvos desse tipo de ação.

O ministro informou por intermédio da sua assessoria que não comentaria a decisão. Ele delegou ao atual procurador-geral do município, Marco Antônio de Rezende Teixeira, o papel de falar em seu nome. A reportagem tentou falar com Teixeira, mas ele não atendeu as ligações. Nesta manhã, a assessoria de Pimentel disse que será divulgada uma nota com as respostas do ministro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSA
Solteira, Fernanda Paes Leme desabafa: “Está difícil se apaixonar”
DOURADOS
Mulher tem bolsa e bicicleta levadas em assalto no Jardim Água Boa
DOURADOS
Entretenimento e Tecnologia alinhados foi conceito de criação de um dos ambientes mais visitados da Unigran Decor
CAMPO GRANDE
Defesa quer anular julgamento de PRF condenado por matar empresário
DOIS IRMÃOS DO BURITI
Advogado de preso em sumiço de cocaína é flagrado com carro roubado na BR-262
BRASIL
Justiça Federal em SP condena filhos de Paulo Maluf por lavagem de dinheiro
Os filhos Flávio, Ligia e Lina Maluf foram condenados e podem recorrer em liberdade. Defesa diz que vai recorrer.
DOURADOS
Dono de conveniência é preso após vender bebida para adolescentes de 12 e 13 anos em Dourados
NOVA ANDRADINA
Carro capota e condutor tem ferimentos leves na MS-134
DOURADOS
“Me passa a bolsa”: mulher é vítima de assalto ao sair de danceteria no Centro
DOURADOS
Cerca de mil pessoas participam da confecção do tapete de Corpus Christi em Dourados

Mais Lidas

DOURADOS
Adolescente é atropelado, sofre traumatismo e corre risco de morte
RESERVA INDÍGENA
Casal é preso pelo assassinato de tio e sobrinho em Dourados
OPORTUNIDADE
Exército abre inscrições para temporários em MS, MT e GO
DOURADOS
Polícia fecha 'boca' e prende três por tráfico no Jardim Pantanal