Menu
Busca quarta, 23 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221

Jornal espanhol diz que Hugo Chávez está em coma induzido

02 janeiro 2013 - 12h10



O jornal espanhol ABC publicou, nesta quarta-feira, que o presidente venezuelano Hugo Chávez é mantido em coma induzido no hospital de Havana (Cuba), onde foi internado para a quarta cirurgia de remoção de um tumor na região pélvica. De acordo com o veículo, Chávez tem sinais vitais "muito debilitados" e uma desconexão dos aparelhos, que provavelmente levaria à morte, já foi considerada e pode ocorrer a qualquer momento.

As autoridades venezuelanas asseguram que o presidente tem quadro estável, mas, de acordo com o jornal espanhol, parecem estar apenas preparando o país para a notícia da morte do líder bolivariano.

Chávez é tratado por médicos cubanos e russos em Havana. O vice-presidente venzuelano, Nicolás Maduro, viajou para a ilha caribenha para acompanhar a internação. Por conta da difícil situação, a festa de Ano-Novo de Caracas foi cancelada na última segunda-feira.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Ex-BBB Michelly Crisfepe exibe barriga esculpida na web e recebe elogios
PAGAMENTO
Justiça suspende auxílio-mudança de parlamentares reeleitos
SAÚDE
Menino de 5 anos é diagnosticado com leishmaniose em Campo Grande
ECONOMIA
Aéreas brasileiras transportaram 103 milhões de passageiros em 2018
COXIM
Mulher não consegue falar com marido que é encontrado morto pela filho
UFGD
Concursos para docentes e técnicos divulgam candidatos isentos
ECONOMIA
Secretaria de Fazenda publica valor atualizado de Uferms para fevereiro
FORÇAS ARMADAS
Polícia recupera pistola de uso restrito desaparecida desde 2016
APRENDIZES-MARINHEIRO
Marinha abre inscrições para concurso com 1 mil vagas em todo país
ANASTÁCIO
Homem agride e furta dinheiro mãe para comprar bebida alcoólica

Mais Lidas

POLÍCIA
Homem morre após ser atropelado por Mini Carregadeira em Dourados
BRASILÂNDIA
Dono de casa de prostituição é preso por tráfico de mulheres
OPERAÇÃO PREGÃO
Ex-secretário de Fazenda João Fava Neto é preso na Capital
ENERGISA
Consumidores podem recorrer ao valor da conta de energia sem sofrer corte no fornecimento