Menu
Busca sábado, 20 de outubro de 2018
(67) 9860-3221
PRESOS

Joesley Batista e Ricardo Saud estão em Brasília e vão ficar presos na PF

11 setembro 2017 - 16h05

Os executivos do grupo J&F, Joesley Batista e Ricardo Saud, que tiveram a prisão temporária decretada ontem, desembarcaram por volta das 15h30 em Brasília. Eles saíram de São Paulo em um avião da Polícia Federal por volta das 14h e foram direto para a Superintendência da Polícia Federal (SPF).

Ao chegar ao local, as duas viaturas que levavam os executivos foram recebidas com um protesto de um pequeno grupo de manifestantes que soltaram fogos de artifício. Motoristas que passavam pelo local buzinaram ao perceber os carros da PF. Os manifestantes portavam bandeiras do Brasil e cartazes com dizeres "Somos todos Sérgio Moro" e "Bem-vindo, Joesley, Papuda te espera de braços abertos"

Joesley e Saud têm prisão decretada até a próxima sexta-feira (15) e ficarão na Superintendência da PF em celas separadas, de 9 metros quadrados cada. Eles podem ser transferidos para o Complexo Penitenciário da Papuda caso a detenção seja convertida em prisão preventiva nos próximos dias.

Os dois se entregaram à PF depois que o ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, aceitou o pedido de prisão temporária do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, após a divulgação de um áudio de quatro horas de diálogo entre ambos que, de acordo com a PGR, aponta que eles omitiram informações durante o acordo de delação premiada.

As prisões temporárias dos executivos foram expedidas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, que acolheu o pedido feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

De acordo com Rodrigo Janot, um áudio de quatro horas de uma conversa dos executivos da J&F, que mencionavam o ex-procurador da República Marcelo Miller, aponta que eles omitiram informações da Procuradoria-Geral da República durante as negociações do acordo de delação premiada.

Nesta segunda-feira (11), agentes da PF cumpriram mandados de busca e apreensão em endereços dos executivos, na sede da J&F em São Paulo e na casa do ex-procurador da República Marcelo Miller, no Rio de Janeiro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAUUUUU!!
Mulher Melão posa de lingerie e sensualiza com corrente
DOURADOS
Marcha para Jesus leva multidão de fiéis para o Centro
AGENDÃO
Semana na ALMS tem sessão solene, plenárias e CCJR
COXIM
Veículo roubado em Pernambuco e que seria levado para Campo Grande é recuperado
BRASIL
Conheça as propostas de Bolsonaro e Haddad para o meio ambiente
DOURADOS
1ª Peixada Dourados News reúne leitores, autoridades e entidades para celebrar o 18º ano do digital douradense
ORÇAMENTO
MEC libera R$ 16,10 milhões para instituições federais em MS
TRÁFICO
Quadrilha que distribua cocaína é desarticulada em MS
BRASIL
Um terço do lixo tem destinação inadequada na América Latina e Caribe
FRONTEIRA
Homem encontra animais mortos em fazenda e populares suspeitam de onça

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Empresário retornava de Bonito e bateu de frente com carreta
DOURADOS
Familiares e amigos dão adeus a empresário e filho mortos em acidente
DOURADOS
Mulher é presa furtando farmácia e confessa outros crimes
DOURADOS
Homem atropelado por motorista em fuga morre quase 2 meses após acidente