Menu
Busca sexta, 22 de junho de 2018
(67) 9860-3221
PRESOS

Joesley Batista e Ricardo Saud estão em Brasília e vão ficar presos na PF

11 setembro 2017 - 16h05

Os executivos do grupo J&F, Joesley Batista e Ricardo Saud, que tiveram a prisão temporária decretada ontem, desembarcaram por volta das 15h30 em Brasília. Eles saíram de São Paulo em um avião da Polícia Federal por volta das 14h e foram direto para a Superintendência da Polícia Federal (SPF).

Ao chegar ao local, as duas viaturas que levavam os executivos foram recebidas com um protesto de um pequeno grupo de manifestantes que soltaram fogos de artifício. Motoristas que passavam pelo local buzinaram ao perceber os carros da PF. Os manifestantes portavam bandeiras do Brasil e cartazes com dizeres "Somos todos Sérgio Moro" e "Bem-vindo, Joesley, Papuda te espera de braços abertos"

Joesley e Saud têm prisão decretada até a próxima sexta-feira (15) e ficarão na Superintendência da PF em celas separadas, de 9 metros quadrados cada. Eles podem ser transferidos para o Complexo Penitenciário da Papuda caso a detenção seja convertida em prisão preventiva nos próximos dias.

Os dois se entregaram à PF depois que o ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, aceitou o pedido de prisão temporária do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, após a divulgação de um áudio de quatro horas de diálogo entre ambos que, de acordo com a PGR, aponta que eles omitiram informações durante o acordo de delação premiada.

As prisões temporárias dos executivos foram expedidas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, que acolheu o pedido feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

De acordo com Rodrigo Janot, um áudio de quatro horas de uma conversa dos executivos da J&F, que mencionavam o ex-procurador da República Marcelo Miller, aponta que eles omitiram informações da Procuradoria-Geral da República durante as negociações do acordo de delação premiada.

Nesta segunda-feira (11), agentes da PF cumpriram mandados de busca e apreensão em endereços dos executivos, na sede da J&F em São Paulo e na casa do ex-procurador da República Marcelo Miller, no Rio de Janeiro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDRO JUAN
Crianças encontraram granadas em terreno baldio na fronteira
FUTEBOL
Brasil enfrenta a Costa Rica com novo capitão e lateral
TRADIÇÃO
41ª edição da Festa Junina de Dourados começa nesta sexta-feira
MARACAJU
Polícia identifica suspeito de matar homem encontrado em milharal
IMUNIZAÇÃO
Campanha de vacinação contra a gripe termina nesta sexta-feira
TEMPO
Sexta-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
SHOWBIZ
Vanessa Mesquita exibe corpo escultural e traça nova meta: "Motivada"
SOLTURA
Defesa de Lula busca concessão de prisão domiciliar junto ao STF
RURAL
Aprosoja realiza lançamento estadual da colheita do milho safrinha
FUTEBOL
Arbitral define detalhes da terceira fase da Copa Assomasul

Mais Lidas

DOURADOS
Interno é encontrado morto em cela da PED
MS-164
Gaeco e PRF apreendem arsenal que seria levado até Minas
FURTOS
Moradores encontram casas furtadas em Dourados
FRONTEIRA
Homem é assassinado a tiros ao tentar defender filho