Menu
Busca segunda, 17 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221
PRESOS

Joesley Batista e Ricardo Saud estão em Brasília e vão ficar presos na PF

11 setembro 2017 - 16h05

Os executivos do grupo J&F, Joesley Batista e Ricardo Saud, que tiveram a prisão temporária decretada ontem, desembarcaram por volta das 15h30 em Brasília. Eles saíram de São Paulo em um avião da Polícia Federal por volta das 14h e foram direto para a Superintendência da Polícia Federal (SPF).

Ao chegar ao local, as duas viaturas que levavam os executivos foram recebidas com um protesto de um pequeno grupo de manifestantes que soltaram fogos de artifício. Motoristas que passavam pelo local buzinaram ao perceber os carros da PF. Os manifestantes portavam bandeiras do Brasil e cartazes com dizeres "Somos todos Sérgio Moro" e "Bem-vindo, Joesley, Papuda te espera de braços abertos"

Joesley e Saud têm prisão decretada até a próxima sexta-feira (15) e ficarão na Superintendência da PF em celas separadas, de 9 metros quadrados cada. Eles podem ser transferidos para o Complexo Penitenciário da Papuda caso a detenção seja convertida em prisão preventiva nos próximos dias.

Os dois se entregaram à PF depois que o ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, aceitou o pedido de prisão temporária do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, após a divulgação de um áudio de quatro horas de diálogo entre ambos que, de acordo com a PGR, aponta que eles omitiram informações durante o acordo de delação premiada.

As prisões temporárias dos executivos foram expedidas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, que acolheu o pedido feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

De acordo com Rodrigo Janot, um áudio de quatro horas de uma conversa dos executivos da J&F, que mencionavam o ex-procurador da República Marcelo Miller, aponta que eles omitiram informações da Procuradoria-Geral da República durante as negociações do acordo de delação premiada.

Nesta segunda-feira (11), agentes da PF cumpriram mandados de busca e apreensão em endereços dos executivos, na sede da J&F em São Paulo e na casa do ex-procurador da República Marcelo Miller, no Rio de Janeiro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Polícia indicia 11 na Cifra Negra e cita propinas de até 15% a vereadores
BR-163
Mãe e filha ficam feridas após veículo sair da pista e parar em valeta
DOURADOS
Plano Municipal de Saneamento Básico é sancionado
LOTERIA
Mega acumulada deve pagar R$ 48 milhões amanhã
BATAGUASSU
Polícia encontra 115kg de cocaína em caminhão apreendido por excesso de peso
DOURADOS
Délia exonera cinco secretários de uma só vez e inicia reforma administrativa
DOURADOS
Justiça concede HC a vereadores presos em operação contra corrupção
ESTADO
Governador diz que saúde continuará sendo foco no 2º mandato
BRASIL
Bolsonaro faz primeira reunião ministerial com equipe completa dia 19
DOURADOS
Escola abre matrículas para quem deseja terminar o Ensino Médio

Mais Lidas

DOURADOS
Jovem faz desabafo sobre a morte do pai em confronto: “lamento por você ter escolhido esse caminho”
ABV
Homem é preso por tentativa de furto em supermercado de Dourados
QUINTINO BOCAIUVA
Bombeiros combatem incêndio em apartamento no centro de Dourados
DOURADOS
“Batida” acaba com festa lotada de menores e regada a bebida alcoólica