Menu
Busca quarta, 29 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221
BRASIL

INSS cria programa para identificar benefícios irregulares

11 dezembro 2019 - 15h05Por Agência Brasil

Começa a funcionar a partir de hoje um programa vinculado ao Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) que vai facilitar a identificação de benefícios irregulares e suspender esses pagamentos. Intitulada Programa de Governança e Integridade, a medida integra e cruza dados das instâncias administrativas do órgão, como diretorias de governança, auditoria e setores de gestão de pessoas. 

“Esse novo programa parte da premissa de que tão ou mais importante do que a cessação de benefícios irregulares é a identificação das causas que levaram ao pagamento de forma irregular; a origem do benefício irregular; e por que ele ocorreu”, disse o presidente do INSS, Renato Vieira, durante a solenidade de lançamento do programa.

Segundo ele, esse processo de aprendizado permitirá, ao INSS, “uma diminuição gradativa e constante” do número de pagamentos irregulares.

Um balanço divulgado no início da semana pelo INSS aponta que 261 mil benefícios foram cancelados ou suspensos em 2019, após um pente fino ter encontrado “indícios de fraude e irregularidades”.

“Cada um desses benefícios [cessados] gera um aprendizado institucional para o INSS, no sentido de identificar as razões pelas quais houve o pagamento de benefícios irregulares, para que travas sejam estabelecidas e benefícios irregulares não sejam concedidos no futuro”, acrescentou Vieira.

Citando levantamento feito pelo Tribunal de Contas da União (TCU), Vieira disse que 11% dos benefícios mantidos pelo INSS têm indício de irregularidade.

O Sistema de Governança será encabeçado pelo Comitê Estratégico de Governança e auxiliado por seis comitês temáticos: planejamento; gestão da informação; governança digital; integridade; gestão de contratações; e gestão de pessoas. Eles atuarão como instâncias colegiadas de discussão e deliberação de temas críticos.

Também será reinstalada a Comissão de Ética do INSS, a quem caberá prevenir e reprimir desvios éticos dos servidores do órgão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Microempresário tem até sexta para pagar dívida e continuar no Simples
GRADUAÇÃO
UFGD anuncia matrículas para aprovados via Sisu a partir de sexta-feira
BRASIL
Confiança do empresário da construção é a maior em dez anos, diz CNI
REGIÃO
Sicredi Centro-Sul MS divulga datas e locais das assembleias
CAPITAL
PMA captura macaco bugio dentro de residência em MS
DOURADOS
Dois fenômenos climáticos causam estragos em raio de 3,5 km no mesmo mês
VIOLÊNCIA
Brasil registra 124 assassinatos de pessoas transgênero em 2019
MS
Homem é flagrado com carro roubado pela terceira vez em sete meses
ARTIGO
Por que os homens temem as mulheres?
ESTADO
Empresa de pulverização de agrotóxico é embargada no interior

Mais Lidas

VÍDEO
Ventania derruba árvores e destelha casas na região sul de Dourados
DOURADOS
Mulher deixa carro com chave na ignição e tem surpresa 15 horas depois
REGIÃO
Condutor de caminhonete é preso após atingir sete veículos estacionados
JARDIM FLÓRIDA
Homem é preso acusado de 'passar a mão' em menina de 11 anos