Menu
Busca terça, 21 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Indústria sucroenergética deve crescer até 9,6% com safra 2012/13

07 janeiro 2013 - 10h50

#####Assessoria

Próximo do encerramento da safra da cana-de-açúcar 2012/2013 em Mato Grosso do Sul, a indústria sucroenergética prevê obter crescimento de até 9,6% em relação à safra passada 2011/2012. Para se ter ideia, até o fim de dezembro de 2012, já tinham sido processadas aproximadamente 36,5 milhões de toneladas e a expectativa é que esse número chegue a 37 milhões neste mês de janeiro de 2013, quando ocorre o fim da safra. Na prática, caso as previsões sejam confirmadas, a produção da safra estadual saltará de 33,8 milhões de toneladas para 37 milhões de toneladas.



Com uma produção maior, os derivados da cana também apresentaram evolução, sendo que a maior delas foi registrada no etanol, que passou de 1,6 bilhão de litros para 1,8 bilhão, correspondendo a 14% de crescimento, enquanto o açúcar, subiu de 1,5 milhão de toneladas em 11/12 para 1,7 milhão nesta safra. Segundo o presidente da Biosul (Associação dos Produtores de Bionergia de Mato Grosso do Sul), Roberto Hollanda, Roberto Hollanda, que também responde pelo Sindaçúcar (Sindicato das Indústrias de Fabricação do Açúcar), Sindal (Sindicato das Indústrias de Fabricação do Álcool) e Sinergia (Sindicato das Indústrias de Geração de Energia Elétrica de Pequeno e Médio Porte), esses números são frutos da atuação das 24 indústrias instaladas no Estado, que juntas empregam 29,6 mil trabalhadores.



“Vale a pena destacar que o trabalho de moagem continua até março de 2013 e que em 2012 tivemos alguns inconvenientes como chuva acima da média nos meses de abril, maio e junho nas regiões produtivas”, declarou Roberto Hollanda. “Apesar de termos um aumento na moagem de cana de 60% na primeira quinzena de dezembro em relação ao ano passado, estamos ainda em um cenário de recuperação. A produção está crescendo, mas ainda não é o esperado”, avaliou.



Ele disse ainda que a maior parte da cana moída em Mato Grosso do Sul é destinada á produção de etanol, isso corresponde a 63%. “Apesar das dificuldades com o clima nós conseguimos garantir o estoque de etanol, o que fez com o preço voltasse a se competitivo. Assim nós garantimos o produto para o consumidor”, disse. O presidente da Biosul também espera em 2013 sejam implantadas políticas públicas voltadas para o setor, uma vez que já estão sendo desenvolvidas várias pesquisas na área no Estado e aponta a inauguração de duas novas usinas como fortalecimento para a implementação de tais medidas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LEGISLATIVO
Assembleia aprova lei que proíbe homenagem a torturadores em MS
COMER BEM
Como fazer a salada de frutas perfeita: 11 dicas para arrasar na receita
ENCONTRO
Semana Espírita de Dourados começa hoje com palestra no Municipal
BRASIL
Comissão derruba portaria que limita acesso à mamografia no SUS
TRÊS LAGOAS
Polícia prende homem com R$ 9 mil em notas falsas
SAÚDE
Suspender a menstruação é realmente benéfico?
IMUNIZAÇÃO
Vacinação atingiu mais de 70% do público alvo em Dourados
DECOR
6 tendências de decoração dos anos 90
ÁGUA CLARA
Ação apreende quase meia tonelada de maconha e prende "batedor"
COPA AMÉRICA
Seleção começa a se apresentar na Granja Comary nesta quarta-feira

Mais Lidas

ITAPORÃ
PM da reserva morre em acidente próximo a ponte do Rio Santa Maria
DOURADOS
Comissão vota contra o próprio parecer e Idenor se salva de cassação
EDUCAÇÃO
Inscrições do Encceja 2019 começam nesta segunda-feira
DOURADOS
Ex-líder da prefeita Délia Razuk é alvo de pedido de cassação