Menu
Busca sexta, 03 de julho de 2020
(67) 99659-5905

Há 30 anos morria Amacio Mazzaropi em São Paulo

13 junho 2011 - 14h52

Há exatos 30 anos, morria aos 69 anos no Hospital Albert Einstein em São Paulo, o ator e cineasta brasileiro, Amácio Mazzaropi, tendo como causa mortis, a septicemia.

Mazzaropi nas décadas de 50, 60 e parte de 70 se transformou em um fenômeno no cinema brasileiro, onde milhares e milhares de crianças e adolescentes formavam filas nas entradas de cinemas para assistir os filmes na qual era o principal protagonista.

Ainda de acordo com informações, a última aparição de Amacio Mazzaropi na televisão, foi no programa da até então grande amiga dele, Hebe Camargo, na TV Bandeirantes, no ano de 1.980.

Embora nos dias de hoje esquecido pela grande mídia, o reconhecimento popular nunca faltou a Amácio Mazzaropi, que inclusive virou tema de samba-enredo em São Paulo, denominado de “Mazzaropi, sua Arte, sua Glória”.

Após a sua morte, o corpo de Amacio Mazzaropi foi sepultado em 14 de junho de 1981, perante um público de mais de cinco mil pessoas que compareceram ao enterro em Pindamonhangaba, São Paulo.

Amácio Mazzaropi foi sepultado ao lado de seu pai, Bernardo Mazzaropi.

O comediante, que sempre dizia que "o artista tem que ser um bom comerciante", foi sepultado enquanto a multidão cantava a música-tema de um de seus filmes mais queridos, “Tristezas do Jeca”.

Leia abaixo um pouco da história deste ícone do cinema Nacional, contado pelos historiadores do Museu Mazzaropi.

A FAMÍLIA

1890: João José Ferreira e Maria Pitta Ferreira nascidos em Ponta do Sol, Portugal, chegam à Taubaté e vão morar numa chácara de onde tiram seu sustento cultivando hortaliças. Ali nascem Clara (12 de agosto de 1892) e seus seis irmãos.

Nos 1900, os Mazzaropi chegam ao Brasil: Amázzio e Ana e seus filhos Domingos e Bernardo.

Nascidos em Nápoles, Itália, começam a trabalhar na agricultura em Dourados-SP e depois no Paraná.

1910: Clara Ferreira e Bernardo Mazzaropi já casados, moram em São Paulo, no bairro de Santa Cecília. Ela, empregada doméstica, e ele, motorista de automóvel de aluguel.

1912: na pequena casa, nasce Amácio Mazzaropi, no dia 9 de abril.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL DE MS
Sem jogos para apitar, árbitros recebem doações para ajudar no sustento
CAMPO GRANDE
Jovem foi assassinada no mesmo dia de ataque
DOURADOS
Com ajuda de Raio X, servidores da PED encontram maconha em colchão
BONITO
Com consumidores no local após às 23h, dona de estabelecimento é levada à delegacia
BRASIL
Dicas para não ser enganado ao fazer a revisão do seu carro
DOURADOS
Metade dos produtos listados em pesquisa apresentam variação acima de 100%
EDUCAÇÃO
MEC anuncia repasse de R$ 200 milhões para universidades e institutos
DOURADOS
DOF apreende 5,5 mil pacotes de cigarros paraguaios em residência
BRASIL
INSS prorroga antecipação do BPC e auxílio-doença até 31 de outubro
PONTA PORÃ
Ao avistar viatura, motorista abandona carro com cocaína foge a pé

Mais Lidas

DOURADOS
Decretos sobre aglomerações, igrejas e comércio terão mais 10 dias de vigência
PANDEMIA
Dourados tem quatro mortes por Covid em 24 horas, uma das vítimas médico
DOURADOS
Comerciante encontra homem morto ao chegar para abrir estabelecimento
20 VEÍCULOS
"Bonde do contrabando" é apreendido abarrotado de produtos do Paraguai