Menu
Busca domingo, 05 de julho de 2020
(67) 99659-5905

Grupo usa nome de Dilma para pedir Comissão da Verdade

24 maio 2011 - 07h44

A pergunta "quem torturou Dilma Rousseff?" circula estampada em cartazes e cédulas de real carimbadas em São Paulo.

O objetivo é, segundo os criadores, estimular o debate público sobre a necessidade de criação da Comissão da Verdade --projeto de lei que tramita no Congresso Nacional desde maio de 2010.

"É preciso sensibilizar a sociedade ao processo de democratização e ao que foi a ditadura militar no Brasil", diz nota do grupo formado por cinco mestrandos e doutorandos da USP que não querem ser identificados.

Segundo o texto, o foco deve ser as ações, e não as identidades dos autores.

Apesar do nome da presidente aparecer nos carimbos, os membros do grupo dizem não possuir vinculação partidária. De acordo com texto do grupo, o nome de Dilma é "estratégico" para chamar atenção para o tema.

Em 2010, a ideia surgiu a partir de uma obra do artista plástico Cildo Meirelles que, na década de 1970, carimbava cédulas de cruzeiro com a dúvida "quem matou Herzog?", em referência ao jornalista Vladimir Herzog, morto na ditadura.

A ação é financiada pelos membros do grupo. Cerca de 5.000 cartazes foram colados, mas não há um número exato de notas carimbadas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Moradores da Capital realizam ação solidária e arregacam 1t de alimentos
ESPORTES
Flamengo vence com tranquilidade e se aproxima do título estadual
DOURADOS
Ex-funcionário suspeito de matar secretário em Dourados acaba preso em barreira sanitária
LUTO
Martha Rocha, 1ª Miss Brasil, morre em Niterói, no Rio de Janeiro
PANDEMIA
Brasil chega a 1,6 milhão de casos confirmados de coronavírus
ECONOMIA
Pesquisa mostra potencial para a expansão do home office
FUTEBOL
Fluminense e Botafogo empatam sem gols no Nilton Santos
PANDEMIA
Estado de São Paulo passa de 16 mil óbitos por coronavírus
JUSTIÇA
Blogueiro preso em Campo Grande tem prisão revogada por ministro do STF
REGIÃO
Carga de cerveja tombada é liberada para populares em Nova Andradina

Mais Lidas

POLÍCIA
Assassinado no Izidro é secretário de Agricultura Familiar de Dourados
PANDEMIA
Mulher morre de covid-19 logo após dar à luz em Dourados
DOURADOS
Ex-funcionário é o suspeito de matar secretário de Agricultura
CAMPO GRANDE
Jovem que estava desaparecida é encontrada morta