Menu
Busca sexta, 22 de novembro de 2019
(67) 9860-3221

Golpista de luxo, Kelly Samara quer se aposentar do mundo do crime

30 maio 2011 - 11h36

Kelly Samara Carvalho dos Santos, 22 anos, a golpista sul-mato-grossense, conhecida como Bonequinha de Luxo ou Penélope Charmosa, afirmou que se aposentou do mundo crime.

Considerada inteligente e incorrigível pelos promotores paulistas, ela aplicava golpes contra a alta sociedade de Mato Grosso do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro com tramas mirabolantes, como se passar pela filha do presidente paraguaio, Eduardo Lugo ou utilizar o sobrenome da Tranchesi, que pertence a dona da loja de luxo Daslu.

Na edição desta segunda-feira (30), a reportagem do jornal paulista Folha de São Paulo a retrata como uma pessoa esperta e cheia de vaidades, ao entrevistá-la na cadeia pública de Viradouro (SP). Mesmo na prisão ela não deixou de usar roupas de marcas como Lacoste, Calvin Klein, Ellus e tênis Reebok.

A jovem, natural de Amambai, começou seus trabalhos no crime, inventando personagens para aplicar seus golpes ainda com 13 anos de idade.

A prisão anterior ocorreu por furtos em Dourados, se ela tivesse com comparecido às audiências poderia estar em liberdade. Somente no TJSP (Tribunal de Justiça de São Paulo), ela responde a quatro processos, acusada de furto e estelionato.

Kelly foi acusada de furtar um quadro do artista Joán Miró, avaliado em R$ 37 mil, de uma galeria de arte, fazer compras em São Paulo com cheques roubados e aplicar golpes contra uma idosa. "Confessar eu não confesso. Me acusaram, eu quero que provem. Fui absolvida (do roubo do quadro). Não tinha nem força para erguer a moldura", defende-se.

Ela se declarou inocente de todos os crimes, afirmando que as ações ainda não estão concluídas, “transitadas e julgadas”.

###Drama

A acusada contou que foi abandonada pela mãe ainda bebê e que o pai e a família lhe deram às costas após as denúncias na imprensa e por isso ela cortou o contato com eles.

Alegando gostar da “adrenalina”, a golpista revela o porque dos alvos luxuoso em seus crimes.

"Não cresci na favela. E você não gosta de coisa boa, por acaso?".

###Aposentadoria

Após três prisões nos últimos quatro anos, ela afirma que aprendeu a lição e que viverá uma vida comum, quando sair da cadeia. "Aprendi. Apanhei muito da vida. Tenho só 23 anos, mas se eu te falar tudo o que eu já vivi.", finaliza Kelly.( Com informações do Campo Grande News)

Deixe seu Comentário

Leia Também

PONTA PORÃ
Homem é executado a tiros em frente a aeroporto na fronteira
ECONOMIA
MS tem saldo de 19,7 mil contratações com carteira assinada em 2019
JUDICIÁRIO
Moraes vota a favor do envio de dados da Receita e do antigo Coaf
MILÍCIA ARMADA
Foragido, hacker preso em SC é transferido para MS após prisão
FUNDECT/SEBRAE
Bolsa de 3 mil reais seleciona candidato para trabalhar com inovação
BRASIL
Número de novo partido Aliança pelo Brasil será 38, diz Bolsonaro
SAÚDE
Galvão Bueno sente mal-estar em Lima e está fora da final da Libertadores
Dois homens sobrevivem após carro capotar e parar a 25 metros em mata
POLÍTICA
Senador alerta para risco do Brasil perder acordo de livre comércio
POLÍCIA
Quadrilha que furtava fazendas nas proximidades de Campo Grande é presa

Mais Lidas

DOURADOS
Carro desgovernado faz 'strike' em motociclistas na avenida Indaiá; veja vídeo
ACIDENTE
Vídeo mostra momento em que helicóptero cai na fronteira; confira
FRONTEIRA
Helicóptero que retornava de operação cai em Pedro Juan Caballero
POLÍCIA
Após ter perdido olho em agressão, homem procura polícia para denunciar tentativa de homicídio no Flórida