Menu
Busca sexta, 15 de novembro de 2019
(67) 9860-3221

Extrato de soja pode ser eficiente no tratamento pós-infarto

26 maio 2011 - 07h58

A soja sempre foi considerada uma protetora do coração. Entre os benefícios do alimento está a capacidade de reduzir gorduras prejudiciais e o colesterol, evitando problemas coronários. Uma pesquisa inédita da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) mostra que a soja pode ter efeitos não apenas preventivos, mas que também pode ser usada para tratar problemas cardíacos.

O estudo, que teve como base a tese de doutorado da nutricionista e professora da PUC-PR Ana Cristina Miguez, demonstrou que a ingestão de extrato de soja nos dias posteriores ao infarto do miocárdio faz com que as células do coração danificadas voltem a funcionar, aumentando a capacidade cardíaca em até 30%.

"As substâncias presentes no alimento aumentaram a oxigenação dos cardiomiócitos (células musculares do coração)", afirma o cirurgião cardíaco Luiz César Guarita Souza, professor adjunto da pós-graduação da PUC-PR e orientador da tese. Os cardiomiócitos necessitam ser irrigados pelo sangue constantemente - caso contrário morrem, originando um infarto do miocárdio. Ou seja, uma parte do coração deixa de funcionar.

Na pesquisa, foram induzidos ataques cardíacos em ratos. Uma semana após o infarto, todos passaram por um ecocardiograma. Apenas os mais debilitados seguiram no estudo. No total, 41 ratos foram divididos em três grupos: 15 passaram a receber extrato de soja, 12 foram alimentados com isoflavona (uma substância presente na soja, mas que no estudo foi administrada isoladamente, por uma sonda), e 14 receberam ração comum.

Depois de 25 dias, foram submetidos a uma nova ecografia do coração. Enquanto a condição cardíaca piorou nos grupos alimentados com ração comum e isoflavona, houve uma melhora de 15% nos ratos alimentados com extrato de soja. "Pode-se considerar uma melhora de 30%, já que sem o extrato eles piorariam", afirma Souza.

Ainda é cedo, dizem os pesquisadores, para afirmar que o extrato de soja terá o mesmo efeito em humanos. Mas o próximo passo do estudo, que será avaliado internacionalmente após sua publicação no Journal of Nutritional Biochemistry, um dos principais periódicos sobre nutrição do mundo, será passar para o estágio clínico. "Vamos encaminhar um pedido à CONEP (Comissão Nacional de Ética em Pesquisa) ligada ao Conselho Nacional de Saúde", diz Souza. Se for aprovado, poderá ser testado em pacientes com problemas cardíacos.

Segundo Ana Miguez, também será realizado um novo estudo para medir a capacidade do extrato de soja de melhorar a recuperação pós-infarto sendo administrada preventivamente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PONTA PORÃ
Trio suspeito de envolvimento em assaltos é preso com arsenal de guerra
POLÍTICA
Senador Nelsinho consegue R$ 4,5 milhões de recursos federais para MS
GAMELEIRA
Integrantes do PCC fazem motim e ameaçam ataques na Capital
ESPORTES
Divulgada a lista dos representantes de MS nas Paralimpíadas Escolares
Comerciante é condenado a prestar serviços comunitários por atirar em cliente
DOURADOS
Mesa redonda e encontro de mães marcam o Dia da Prematuridade no HU
BR-262
Polícia encontra dois corpos em carro incendiado às margens de rodovia
FERIADO
Coleta de lixo será suspensa no dia da Proclamação da República
Traficante brasileiro que liderava facção é expulso pelo Paraguai
CINEMA
Fernanda Montenegro descarta papel no filme 'Animais Fantásticos'

Mais Lidas

DOURADOS
Motorista cai em golpe, tenta fugir e é amarrado por criminosos às margens de rodovia
REPRODUÇÃO SIMULADA
Às vésperas de júri popular, assassinato terá reconstituição em Dourados
CAMPO GRANDE
Socorro tenta reanimação por mais de 1h, mas homem morre vítima de descarga elétrica
Proclamação da República
Confira o que abre e fecha em Dourados no feriado