Menu
Busca quinta, 19 de abril de 2018
(67) 9860-3221

Expansão da proteção socioassistencial ultrapassa R$ 3 bi em 2012

26 dezembro 2012 - 10h39

#####Assessoria

A expansão dos serviços de proteção básica e especial, que fazem parte do Plano Brasil Sem Miséria, é uma das grandes conquistas do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) para combater à extrema pobreza e proporcionar a melhoria da qualidade de vida da população. Os equipamentos públicos e serviços receberam investimentos de mais de R$ 3 bilhões em 2012 para oferecer serviços de apoio às famílias em situação de risco ou vulnerabilidade social.



A secretária nacional de Assistência Social do MDS, Denise Colin, ressalta que foram muitos os avanços no ano, especialmente pela ampliação das unidades e das equipes que prestam os serviços à população de baixa renda. “Foi um ano de muitas conquistas. Atingimos todas as metas e, em alguns casos, até superamos o que foi estipulado no Brasil Sem Miséria.” Em 2013, o ministério vai intensificar ainda mais a expansão dos serviços.



Os 7.446 Centros de Referência de Assistência Social (Cras), localizados em 5.459 municípios, tiveram cerca de R$ 562,6 milhões em 2012. Para 2013 está prevista a abertura de mais 180 unidades, ampliando os recursos no ano em R$ 52,6 milhões.



O MDS investiu também R$ 65 milhões para a manutenção de 1.205 equipes volantes em 1.038 cidades, que levam os serviços da assistência social às comunidades que ficam em locais de difícil acesso. Além disso, 108 lanchas vão possibilitar o transporte das equipes volantes na Amazônia Legal e no Pantanal a partir de 2013.



Proteção especial – Já os serviços voltados para famílias em situação de ameaça ou violação de direitos, como violência física, psicológica e sexual e abordagem social receberam R$ 214,2 milhões, para apoiar o funcionamento de 2.216 Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas). Também foram investidos R$ 59 milhões para a construção de 206 novas unidades.



A população em situação de rua também recebeu atenção especial do governo federal. O MDS repassou recursos para apoiar os serviços em 153 Centros de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centros Pop) no DF e em 116 cidades, para atender a quase 24 mil pessoas, com investimento total de cerca de R$ 27,6 milhões. Só em 2012 o ministério destinou cerca de 10 milhões para a construção de mais 25 Centros Pop. Outros R$ 35 milhões foram repassados para o serviço de acolhimento em municípios com mais de 200 mil habitantes, ofertando quase 20 mil vagas.



Além desses, o MDS investiu também recursos na continuidade dos demais serviços que compõem a rede, como o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, Serviços de Acolhimento para outros segmentos, Serviço de Proteção Social a Adolescentes em Cumprimento de Medida Socioeducativa de Liberdade Assistida e de Prestação de Serviços à Comunidade.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ANASTÁCIO
10 ficam feridos após reboque de caminhonete se soltar e atingir van
LÍNGUA
UEMS oferece curso gratuito de Inglês em Dourados e Campo Grande
SOLENIDADE
Brigada Guaicurus de Dourados realiza Formatura do Dia do Exército
INFLUENZA
Gripe H3N2 faz segunda vítima do ano em MS
RIGOR
Entra em vigor lei que aumenta pena para motorista embriagado
PRAZO
Inscrições para seleção de estagiário do TRE/MS terminam hoje
APARECIDA DO TABOADO
Corpo de jovem de 21 anos é encontrado boiando em rio
TEMPO
Quinta-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
SHOWBIZ
Thaila Ayala aprecia a natureza de biquíni em cima de uma pedra
IMUNIZAÇÃO
Campanha de vacinação contra gripe começa na proxima segunda-feira

Mais Lidas

ITAPORÃ
Mortos em troca de tiros após assalto eram de Dourados
SEGURANÇA PÚBLICA
Em comunicado, PCC convoca integrantes para “alerta geral”
DOURADOS
Após invadir Ceim, dupla ameaça vigia de morte e rouba equipamentos
TENSÃO EM MS
Presos tentam impedir pente-fino na PED, mas agentes fazem ‘limpa’