Menu
Busca segunda, 24 de setembro de 2018
(67) 9860-3221

Ex-ministro prepara discurso de despedida para a posse de Gleisi Hoffmann

08 junho 2011 - 11h55

O ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci deve tirar uns dias para descansar após transferir a chefia do ministério para a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), informaram assessores próximos a ele. Palocci embarca entre esta quarta-feira (8) e quinta (9) para São Paulo, onde tem um apartamento alugado.

Como ministro da Casa Civil, ele morava em uma casa no Lago Sul, área nobre de Brasília, destinada especificamente aos ocupantes do cargo.

De acordo com assessores, a mudança para São Paulo deve começar ainda nesta semana, mas depende de arranjos com a empresa transportadora. “Ainda não sei precisar a mudança, porque só uma empresa que tem licitação com o Planalto faz. Mas com certeza ele vai para São Paulo. Deve viajar hoje”, afirmou um assessor direto de Palocci.

Segundo o mesmo auxiliar, o ministro e a equipe dele estão “exaustos”. “Ele deve descansar. Está todo mundo exausto. Toda a equipe”, afirmou.

O ex-ministro prepara na manhã desta quarta (8), junto a assessores, o discurso de despedida que fará às 16h, quando Gleise Hoffmann tomará posse na chefia da Casa Civil. Após transferir o cargo, Palocci deverá se despedir dos funcionários do ministério. Na terça (8), ele já conversou com os auxiliares mais próximos após pedir à presidente Dilma Rousseff afastamento do cargo.

Palocci deixou a Casa Civil quase um mês depois da divulgação da notícia de que seu patrimônio teria aumentado em 20 vezes entre 2006 e 2010, quando era deputado federal. Apesar de a Procuradoria-Geral da República ter arquivado representações da oposição contra ele, o desgaste político com o caso continuou.

Após ponderar que o embate político poderia prejudicar as atividades como ministro da Casa Civil, Palocci resolveu sair do governo. Diante da crise, Dilma resolveu mudar o perfil da Casa Civil, que na gestão de Palocci acumulou a função de articulação política. Em seu primeiro pronunciamento após ser indicada para o cargo, Gleisi Hoffmann afirmou que a presidente quer que ela exerça uma função de “gestão” e acompanhamento dos projetos do governo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2018
Lei da Ficha Limpa retira 174 candidatos das eleições de outubro
"SEBRAE INSPIRA"
Senai Empresa lança serviço de produção de marketing e moda
POLÍTICA
Pesquisa Ibope no Mato Grosso do Sul: Azambuja, 40%; Odilon 29%
JUSTIÇA
Companhia aérea deve indenizar cliente por prática de overbooking
OPERAÇÃO NEPSIS
PF ainda procura 11 integrantes da quadrilha de contrabandistas
LICENCIATURA
Curso de Educação Física inicia comemorações de seus 10 anos
ELEIÇÕES 2018
Ibope: Bolsonaro, 28%; Haddad, 22%; Ciro, 11%; Alckmin, 8%; Marina, 5%
BRASIL
Temer vai procurar sucessor para fazer reforma da Previdência este ano
MELHOR DO MUNDO
Modric bate CR7 e Salah e é eleito melhor do mundo
COTAÇÕES
Dólar avança e fecha a R$ 4,08 após três quedas seguidas

Mais Lidas

DOURADOS
Amiga de jovem encontrada morta é presa acusada por tráfico e por alterar a cena do crime
TEMPORAL
Chuva e ventos fortes derrubam árvores em Dourados
DOURADOS
Adolescente é encontrado baleado na rua e morre no HV
POLÍCIA
Presos em Dourados são transferidos para capital