Menu
Busca terça, 28 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221
SAÚDE

Especialista diz o que fazer caso seja picado por animal peçonhento

15 janeiro 2020 - 12h35Por Redação

Dourados teve 57 acidentes com animais peçonhentos registrados pelo Departamento de Vigilância em Saúde no ano passado. A maior parte dos ataques, 23, envolveram serpentes. Outros 21 foram protagonizados por escorpiões, oito por aranhas, quatro por lagartas e um por abelhas.

Responsáveis por divulgar esses números, o enfermeiro Edvan Marcelo M. Marques e o farmacêutico Emerson Eduardo Correa também fizeram alerta sobre meios de prevenção e o que fazer caso seja picado. (clique aqui para conferir)

Para reforçar essas informações, nesta semana a Agência do Rádio divulgou entrevista feita com o coordenador de Vigilância de Zoonoses e Doenças de Transmissão Vetorial do Ministério da Saúde, Marcelo Wada.

“A primeira medida quando você é picado por um animal peçonhento é estar lavando a ferida com água e sabão e procurar imediatamente o posto de saúde para cuidados médicos. A exceção são as águas-vivas e as caravelas. Em situações de acidentes por águas-vivas e caravelas, você deve colocar bolsa de água gelada, sem ter o contato com a água doce”, explicou.

Ele disse não ser recomendado jogar nada sobre o local da picada, além da água e sabão. Além disso, desaconselha completamente amarrar com torniquetes ou tentar sugar o veneno.

“A dica que nós damos é: sempre estar olhando antes de calçar um sapato, antes de calçar uma bota, verificar dentro se existe algum animal, algum escorpião ou uma cobra que entrou ali. Eles gostam de lugares quentes, úmidos e escuros. Então, sempre abrir os armários, vistoriar antes de colocar a mão. Sempre estar evitando o contato com rochas, pedras ou tocos de árvore, onde esses animais podem estar entocados, pontuou”.

A publicação lembra que para cada tipo de peçonhento existe um soro diferente para o tratamento. Nos atendimentos realizados às vítimas de Dourados durante 2019, foram utilizados 184 frascos de soros antipeçonhas.

Vítimas de picadas de animais peçonhentos devem procurar atendimento médico imediatamente. “Em Dourados, dispomos do Hospital da Vida e da Unidade de Pronto Atendimento – UPA para esses tipos de atendimentos, ambos com serviços 24hs. Além é claro do Serviço Móvel de Urgência – SAMU, através do número 192, em casos que necessitem de atendimento in loco”, indicaram os profissionais do Departamento de Vigilância em Saúde.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESTADO
Produtores de soja tem até dia 31 de janeiro para registro das áreas
BRASIL
Secretário executivo da Casa Civil é destituído por usar avião da FAB
STF
Extinção de cobrança de direitos autorais em quarto de hotel e cabine de navio é alvo de nova ação
DOURADOS
Homem é preso com armas, drogas e munições no Água Boa
CAPITAL
Júri de facção terá segurança reforçada e jurados vão dormir em hotel
REGIÃO
Detento é flagrado tentando dar descarga em maconha
SABOR E SAÚDE
Casa de Vó apresenta linha de produtos integrais e personalizados
REGIÃO
Série de furtos de agrotóxicos leva Defron e SIG até Maracaju
RIO BRILHANTE
Casal usa corrida por aplicativo para buscar droga na Capital
DOURADOS
Dois pescadores de MT são autuados por transporte irregular de pescado

Mais Lidas

VÍDEO
Ventania derruba árvores e destelha casas na região sul de Dourados
REGIÃO
Condutor de caminhonete é preso após atingir sete veículos estacionados
IVINHEMA
Confusão em posto termina com um morto e outro ferido por PM de folga
DOURADOS
Mulher deixa carro com chave na ignição e tem surpresa 15 horas depois