Menu
Busca domingo, 23 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Empresas brasileiras participam de feira de negòcios no Egito

15 março 2005 - 13h06

O Brasil participa este ano com oito empresas de pequeno e médio porte da Feira Internacional do Cairo que foi aberta hoje e prossegue até o próximo dia 25.
As empresas nacionais dos setores de iluminação, alimentos, materiais de construção e armários de madeira, utensílios de PVC, detergentes, pincéis e utensílios para pintura, têm sua presença nessa edição de número 38 da feira viabilizada pela Agência de Promoção de Exportações do Brasil (Apex) e pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira.
Geléias, doces, vegetais, temperos, carnes halal (preparadas conforme exigências islâmicas) e de frango, queijos, portas, janelas e armários pré-fabricados, mangueiras de alta pressão, entre outros produtos, serão negociados e terão seu destino final no Egito, mercados europeu, asiático e africano.
Estrategicamente localizado no norte da África, o país atua como importador direto e distribuidor para os três continentes. Assim, a presença brasileira no evento visa a consolidação e intensificação das exportações para uma das economias mais expressivas da região.
Com 70 milhões de habitantes e PIB anual de US$ 82 bilhões, o Egito é o terceiro maior importador do Brasil dentro do mundo árabe e um dos principais importadores de carne bovina brasileira.
Dos países árabes é um dos principais compradores de açúcar, minério de ferro, papel e produtos do setor automotivo e agropecuário.
Em 2004, o Brasil exportou US$ 623,4 milhões e importou US$ 33,4 milhões, constituindo superávit da balança comercial positivo para o Brasil em R$ 590 milhões. Em 2003, o montante exportado foi de US$ 462 milhões, representando um aumento de 20% em relação ao mesmo período do ano anterior.
No ano passado, os principais produtos exportados para o Egito foram carnes desossadas de bovino, minérios de ferro aglomerados e seus concentrados, açúcar de cana, chassis com motor para veículos para transporte de pessoas, açúcares de beterraba e sacarose, tubos de ferro/aço, papel kraft, óleos de algodão e de soja, fígado bovino e miúdos comestíveis e trigo, entre outros.
A Feira do Cairo tem a participação de mais de 30 países. Em 2004, seu público superou 1 milhão de pessoas e seis mil expositores, sendo quatro mil empresas egípcias e duas mil estrangeiras.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Campanha sobre tuberculose e hanseníase será realizada em março
POLÍCIA
DOF flagra cinco com 400 quilos de contrabando em Dourados
BRASIL
Trabalho infantil aumenta 38% durante o carnaval; saiba como denunciar
STF
Liminar garante ao RS fixar contribuição previdenciária de militares sem sanções por parte da União
DOURADOS
Com ponto facultativo, sessão da Câmara foi antecipada
MS
Um dos pilares da ressocialização, a religião promove ambiente de fé em presídios
ESTADO
Judiciário de MS retomará expediente na quinta-feira
MUNDO
Cientistas descartam que novo vírus tenha origem em mercado em Wuhan
PORTE ILEGAL
Motociclistas são presos com espingardas na zona rural de Dourados
FUTEBOL
Comercial vence clássico sul-mato-grossense por 2 a 0

Mais Lidas

WEIMAR TORRES
Mulher morre após bater em carro que roletou avenida
JARDIM GUAICURUS
Jovem resgatada foge da UPA e tenta subir em torre mais uma vez
FÁTIMA DO SUL
Polícia prende homem que matou namorada a marteladas
FRONTEIRA
Suspeitos de matar jornalista são presos em operação