Menu
Busca quarta, 24 de abril de 2019
(67) 9860-3221

Economia brasileira cresce 1,3% no 1º trimestre de 2011

03 junho 2011 - 18h25

A economia brasileira registrou crescimento de 1,3% no primeiro trimestre deste ano em relação aos três meses anteriores, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro somou 939,6 bilhões de reais entre janeiro e março de 2011. Na comparação ao primeiro trimestre de 2010, o PIB cresceu 4,2%, com destaque para o crescimento do setor de serviços, que teve avanço de 4%. Já no primeiro trimestre, o aquecimento econômico foi puxado pelo setor agropecuário, que cresceu 3,3% no período, enquanto a indústria avançou 2,2%.

A alta de 1,3% do PIB já era esperada pelos analistas. No segundo trimestre, porém, já há sinais de arrefecimento e a grande discussão no mercado é se uma desaceleração significativa está claramente em curso - ou se ainda é cedo para se fazer essa aposta.

Ainda segundo o IBGE, no acumulado dos últimos 12 meses, o crescimento do PIB foi de 6,2% em relação aos quatro trimestres imediatamente anteriores - o que representa por si só uma leve desaceleração, já que o PIB encerrado no quarto trimestre de 2010 acumulou em 12 meses um avanço de 7,5%.

Motores da alta - Entre as atividades de serviços que mais contribuíram para o crescimento (na comparação com o primeiro trimestre de 2010) estão a intermediação financeira (bancos) e seguros (6,4%) e o comércio atacadista e varejista (5,5%). Já na comparação trimestral, cuja agropecuária é o maior destaque, o crescimento foi puxado pelo aumento da produtividade e o desempenho de alguns produtos da lavoura que possuem safra relevante no trimestre, como soja, milho, arroz e algodão.

Consumo - Segundo o levantamento do IBGE, a despesa de consumo das famílias desacelerou e teve variação de 0,6% no primeiro trimestre de 2011, ante o avanço de 2,3% do trimestre anterior. Já a despesa de consumo da administração pública cresceu 0,8%.

Setor externo - Tanto as exportações quanto as importações de bens e serviços apresentaram quedas respectivas de 3,2% e 1,6% no trimestre, fechando o período com receita de 100,6 bilhões de reais e 112,1 bilhões de reais.

Investimentos - A Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) - que corresponde aos investimentos feitos no país - subiu 1,2% no primeiro trimestre de 2011, em relação ao quarto trimestre do ano passado. Na comparação com o primeiro trimestre do ano passado, a FBCF avançou 8,8% nos primeiros três meses deste ano. De acordo com o instituto, a taxa de investimento - medida pela relação entre a FBCF e o Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre de 2011 - foi de 18,4%. No primeiro trimestre do ano passado, a mesma taxa havia estava em 18,2%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Giulia Costa mostra corpão em pose de biquíni em dia de piscina e praia
MINISTÉRIO PÚBLICO
Conselho abre processo disciplinar contra procurador Deltan Dallagnol
TRÁFICO
Foragido da justiça é preso na MS-487 com maconha que levaria para SP
IMPOSTÔMETRO
Brasileiros já pagaram mais de R$ 800 bilhões de tributos em 2019
JARDIM
Adolescentes são apreendidos com uma tonelada de maconha em veículo
UNIGRAN
Calouros de Fisioterapia participam de aulas com metodologias ativas
OPERAÇÃO APLIQUE
Quadrilha que agia em MS enviava “mulas” com até 40 kg de coca para Europa
JUSTIÇA
Empresa deve indenizar por danos morais e substituir celular com defeito
CAARAPÓ
Bombeiros fazem buscas por criança de 11 anos que se afogou em rio
TRÊS LAGOAS
Confirmado segundo caso de gripe H1N1 em Mato Grosso do Sul

Mais Lidas

DOURADOS
Preso é baleado ao estourar cadeado de cela para buscar ‘encomenda’ no pátio da PED
DOURADOS
Preso baleado na perna tentava pegar malote com 13 celulares
IMPASSES
UFGD "desafia" MEC e Ministério pede realização de nova eleição para Reitoria
DOURADOS
Homem morre no HV após ser espancado e polícia suspeita de latrocínio