Menu
Busca domingo, 20 de maio de 2018
(67) 9860-3221
SEVILHA ODONTOLOGIA

Economia brasileira cresce 1,3% no 1º trimestre de 2011

03 junho 2011 - 18h25

A economia brasileira registrou crescimento de 1,3% no primeiro trimestre deste ano em relação aos três meses anteriores, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro somou 939,6 bilhões de reais entre janeiro e março de 2011. Na comparação ao primeiro trimestre de 2010, o PIB cresceu 4,2%, com destaque para o crescimento do setor de serviços, que teve avanço de 4%. Já no primeiro trimestre, o aquecimento econômico foi puxado pelo setor agropecuário, que cresceu 3,3% no período, enquanto a indústria avançou 2,2%.

A alta de 1,3% do PIB já era esperada pelos analistas. No segundo trimestre, porém, já há sinais de arrefecimento e a grande discussão no mercado é se uma desaceleração significativa está claramente em curso - ou se ainda é cedo para se fazer essa aposta.

Ainda segundo o IBGE, no acumulado dos últimos 12 meses, o crescimento do PIB foi de 6,2% em relação aos quatro trimestres imediatamente anteriores - o que representa por si só uma leve desaceleração, já que o PIB encerrado no quarto trimestre de 2010 acumulou em 12 meses um avanço de 7,5%.

Motores da alta - Entre as atividades de serviços que mais contribuíram para o crescimento (na comparação com o primeiro trimestre de 2010) estão a intermediação financeira (bancos) e seguros (6,4%) e o comércio atacadista e varejista (5,5%). Já na comparação trimestral, cuja agropecuária é o maior destaque, o crescimento foi puxado pelo aumento da produtividade e o desempenho de alguns produtos da lavoura que possuem safra relevante no trimestre, como soja, milho, arroz e algodão.

Consumo - Segundo o levantamento do IBGE, a despesa de consumo das famílias desacelerou e teve variação de 0,6% no primeiro trimestre de 2011, ante o avanço de 2,3% do trimestre anterior. Já a despesa de consumo da administração pública cresceu 0,8%.

Setor externo - Tanto as exportações quanto as importações de bens e serviços apresentaram quedas respectivas de 3,2% e 1,6% no trimestre, fechando o período com receita de 100,6 bilhões de reais e 112,1 bilhões de reais.

Investimentos - A Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) - que corresponde aos investimentos feitos no país - subiu 1,2% no primeiro trimestre de 2011, em relação ao quarto trimestre do ano passado. Na comparação com o primeiro trimestre do ano passado, a FBCF avançou 8,8% nos primeiros três meses deste ano. De acordo com o instituto, a taxa de investimento - medida pela relação entre a FBCF e o Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre de 2011 - foi de 18,4%. No primeiro trimestre do ano passado, a mesma taxa havia estava em 18,2%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZ
Mayra Cardi exibe barriguinha de grávida em pose de biquíni
BALANÇO
Em Dourados, conselheiros do Sebrae destacam ações da instituição
CAMPO GRANDE
DOF prende mais de 500 quilos de maconha que iria para São Paulo
SERTANEJO
Mesmo com chuva, dupla Jorge e Mateus empolga na Expoagro
CONCURSO
Provas do processo seletivo de estágio do TJ-MS serão amanhã
BATAGUASSU
Homem é preso com mandado em aberto e documento falso
EDUCAÇÃO
UEMS e UFGD realizam o III Seminário de Formação Docente
TRÁFICO
Polícia apreende meia tonelada de maconha e LSD na BR-158
INSCRIÇÃO
Estudantes têm até quarta-feira para pagar taxa do Enem
BATAYPORÃ
Caixa realiza neste sábado o primeiro sorteio de nova loteria

Mais Lidas

FRONTEIRA
Homem é executado por pistoleiros em "Favelinha" de Ponta Porã
AMAMBAI
Polícia apreende mais de três toneladas e maconha na fronteira
DOURADOS
Polícia civil de Dourados registra quatro assaltos em 24 horas
PARAGUAI
Homem é enforcado e tem corpo abandonado em estrada vicinal