Menu
Busca terça, 02 de junho de 2020
(67) 99659-5905
PESQUISA CNT

Duas rodovias são responsáveis por 1/4 dos acidentes no país

19 setembro 2019 - 12h50Por Agência Brasil

De todas as rodovias federais que cortam o país, duas delas, a BR-116 e a BR-101 são as que registraram o maior número de acidentes com mortes em 2018. É o que mostra um levantamento elaborado pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) lançado hoje (19). De acordo com o Painel CNT de Consultas Dinâmicas de Acidentes Rodoviários, em 2018, foram registradas 649 mortes na BR-116 e 615 mortes na BR-101. Somadas, as duas rodovias concentram 24% das 5.269 mortes ocorridas em todas as rodovias federais.

Na sequência aparecem no ranking de mortes a BR-153 – também conhecida como Belém-Brasília-, com 257 mortes. Depois vem a BR-364, que começa em Limeira (SP) e vai até o Acre, com 201. A BR-381 completa a lista das cinco primeiras. Saindo do Espírito Santo e indo até São Paulo, a rodovia registrou 195 mortes em 2018.

A BR-116 é ao lado da BR-101 um dos principais eixos rodoviários do país. Saindo do Ceará e terminando no Rio Grande do Sul, ela corta, no total, dez estados, totalizando 4.486 quilômetros (km) de extensão. Com 4.650 km de extensão, a BR-101 sai do município de Touros, no Rio Grande do Norte, e termina em São José do Norte, no Rio Grande do Sul.

As duas rodovias também apresentam o maior número de vítimas de acidentes (com e sem mortes), em relação às demais. Segundo o levantamento, em 2018, foram registrados 8.896 acidentes na BR-101 e 7.524 na BR-116. O número representa 30,4% dos 53.963 acidentes com vítimas ocorridos no Brasil em 2018.

Em relação aos acidentes com vítimas em 2018, completam o ranking a BR-381, que aparece em terceiro lugar com 2.675 acidentes; seguida da BR-040, que registrou 2.606 acidentes, e da BR-153, com 2.176.

Segundo o levantamento, ao se considerar a extensão das rodovias federais, o Brasil registra 82 acidentes com vítimas a cada 100 quilômetros (km). As regiões Sul e Sudeste lideram esse ranking; com 135,6 e 130,7 ocorrências a cada 100 km, respectivamente. Em seguida, estão o Nordeste, com 57,1 acidentes por 100 km; o Centro-Oeste, com 56,2; e o Norte, com 35,4.

Custos 

No ano passado, o custo anual estimado dos acidentes ocorridos em rodovias federais no Brasil chegou a R$ 9,73 bilhões.

Os estados de Minas Gerais, Santa Catarina e Paraná lideram o ranking dos custos com acidentes. Em 2018, o custo de acidentes em Minas foram R$ 1,259 bilhão. Em seguida vem Santa Catarina com R$ 1,051 bilhão e o Paraná com R$ 1,039 bilhão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÁFICO
PRF apreende 1,2 tonelada de maconha e 20 Kg de skunk na BR-267
SENADO
Aprovado congelamento de preços de medicamentos e de planos de saúde
COSTA RICA
Filho acusado de agredir pai de 91 anos é preso descumprindo medida judicial
ÁUDIO VAZADO
Presidente da Fundação Palmares chama movimento negro de 'escória'
CAPITAL
Condenado por estupro de vulnerável, homem é preso em encontro religioso
POLÍTICA
Senado aprova em definitivo projeto de doação de refeições não vendida
PORTO MURTINHO
Técnico de laboratório suspeito de aborto consegue habeas corpus
JUSTIÇA
Banco deve indenizar por inserir gravame a terceiros sem consentimento
MARACAJU
Mulheres denunciam tarado que se tocava em terminal rodoviário
COVID-19
'Lamento todos os mortos, mas é o destino de todo mundo', diz Bolsonaro

Mais Lidas

DOURADOS
HU emite nota de esclarecimento sobre atendimento de mulher que morreu com Covid-19
PANDEMIA
Com mais 27 casos, Dourados ultrapassa 300 confirmações de coronavírus
PANDEMIA
Dourados registra mais 19 casos de coronavírus em 24 horas
6ª VARA CÍVEL
Empresário vai à Justiça contra toque de recolher em Dourados