Menu
Busca quarta, 21 de agosto de 2019
(67) 9860-3221
POLÍTICA

Dilma vai ao STF para Bolsonaro explicar declaração dada nos EUA

19 julho 2019 - 06h24Por G 1

A defesa da ex-presidente Dilma Rousseff acionou o STF (Supremo Tribunal Federal) para pedir que o presidente Jair Bolsonaro explique declarações dadas durante um evento em Dallas, nos Estados Unidos, em maio.

O pedido, uma interpelação judicial, foi sorteado na última quarta-feira, dia 17 de julho, para a ministra Rosa Weber, mas, em razão do recesso do Judiciário, será analisado pelo presidente da Corte, Dias Toffoli.

Esse tipo de processo serve para tentar esclarecer se o que a outra parte disse é ou não ofensivo, o que poderia gerar uma ação de crime contra honra. Mas, mesmo se o Supremo notificar, Bolsonaro não será obrigado a responder. Nessa hipótese, o STF informa a quem interpelou, que decide se entra com a ação.

No pedido, a defesa quer que o Supremo determine que o presidente responda sete perguntas por ter dito, ao receber prêmio na Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, que "quem até há pouco ocupava o governo teve em sua história suas mãos manchadas de sangue na luta armada, matando inclusive um capitão", se referindo ao capitão norte-americano Charles Chandler.

Na interpelação, a defesa da ex-presidente quer saber:

se Bolsonaro se referia a Dilma;

se ele quis dizer que Dilma matou Charles Chandler;

caso se não tenha se referdo a Dilma, se referia a quem;

se Bolsonaro sabe quem são as pessoas identificadas como responsáveis pelo crime;

se Bolsonaro sabe se algum dos nove identificados trabalhou no governo;

se Bolsonaro tem algum documento que indique qualquer acusação formal contra Dilma que envolve a morte de Charles Chandler;

o que levou Bolsonaro a fazer tais afirmações

Segundo os advogados, dados históricos indicam que as pessoas identificadas como responsáveis pelo crime não estavam entre aqueles que ocuparam o governo. E que a fala mostra "obscuridade" que pode se revelar "danosa à honra" de Dilma e indicar o cometimento de crimes de injúria e difamação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

IVINHEMA
Motorista fura dois bloqueios policiais, foge e abandona carro com mais de 700kg de maconha
59 ÓBITOS
Saúde confirma mais uma morte por gripe em MS
LEGISLATIVO
ALMS derruba veto e projeto que beneficia mesários vai à promulgação
EDUCAÇÃO
Prova do Encceja será no dia 25 de agosto; veja passo a passo para consultar locais
OPORTUNIDADE
TVE Cultura reúne setor audiovisual de MS e anuncia edital de R$ 6 milhões para produções
BRASIL
União pode bloquear repasses voluntários a estados, decide STF
DOURADOS
Denúncia contra vereadores é por tráfico de influência em projetos habitacionais
LOGÍSTICA
Governo quer pressa no acordo aduaneiro para o Corredor Bioceânico
TRÁFICO
Motorista abandona carro com mais de 1,2t de maconha após furar bloqueio policial
CULTURA
Encontro de fanfarras de percussão na praça acontece no dia 24 e 31

Mais Lidas

ESTUPRO
Homem é preso após dormir com a namorada de 11 anos
DOURADOS
Ladrão é preso acusado no furto de carro, R$ 30 mil em joias e eletrônicos
CAARAPÓ
Colisão frontal entre carretas deixa um morto na BR-163
POLÍCIA
Integrante de quadrilha especializada em roubo à famílias é apresentado pelo SIG