Menu
Busca terça, 25 de setembro de 2018
(67) 9860-3221

Dilma diz que recebeu retorno positivo da Rússia em relação ao fim do embargo à carne brasileira

13 dezembro 2012 - 15h00

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (13) que recebeu um retorno positivo do primeiro-ministro da Rússia, Dmitri Medvedev, em relação à possibilidade de acabar com o embargo imposto às importações de carne brasileira. “Ele não comunicou ainda qual será a decisão final, mas considera que os produtores brasileiros tomaram todas as medidas [necessárias] e teremos resultados positivos no final”, disse Dilma após ser recebida na Casa de Recepções do governo russo, única programação oficial da presidenta nesta quinta-feira.

No dia 23 de novembro, o governo russo publicou nota informando que as compras de carne dos três estados brasileiros totalmente embargados (Mato Grosso, Paraná e Rio Grande do Sul) poderiam ser retomadas. Isso, no entanto, depende, segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, da agilidade de adaptação das empresas exportadoras às regras impostas pelas autoridades russas.

A Rússia é o mercado que mais compra carne bovina brasileira e o segundo em relação à carne suína. Em junho de 2011, quando o embargo foi imposto, os exportadores brasileiros sofreram um forte baque, sendo obrigados a buscar outros mercados para compensar a queda nas vendas para a Rússia.

Entre várias idas e vindas de missões técnicas brasileiras e russas para solucionar o problema, a questão parece estar mais próxima de uma solução. Depois de uma posição inicial mais reativa dos brasileiros, tanto empresários quanto governo, de que o embargo era uma barreira comercial, as autoridades sanitárias dos dois países elaboraram planos de trabalho para esclarecer as formas de trabalho e buscar um ponto comum.

Entre as exigências russas, está a proibição de uso de hormônio promotor de crescimento na carne exportada para o país. A ausência do hormônio deve ser atestada por um laudo de laboratório credenciado.

Durante o encontro com Medvedev, a presidenta Dilma propôs que a próxima reunião de cooperação entre os dois países aconteça no Brasil no período do carnaval.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JOGOS ESCOLARES
Delegação do MS embarca para fase regional em SC
CAMPO GRANDE
Companhia diz que aeronave alterou voo para manutenção
APARECIDA DO TABOADO
Ciclista morre ao ser atropelada por ônibus em avenida
SAÚDE
Câmara de Dourados solicita compra de aparelhos para Saúde do município
ELEIÇÕES 2018
Em uma semana, denúncias eleitorais aumentam mais de 50% em MS
CAPATITAÇÃO
Centro Internacional de Negócios oferece curso de comércio e exterior em Dourados
BRASIL
Sem dor e febre, Bolsonaro começa dieta branda
CAMPO GRANDE
Avião que saiu do Peru com mais de 100 passageiros faz pouso forçado em MS
DOURADOS
FIT traz reflexão social nesta quarta no Teatro Municipal
FISCALIZAÇÃO
Força-tarefa autua vários veículos de transporte irregulares

Mais Lidas

DOURADOS
Adolescente é encontrado baleado na rua e morre no HV
DOURADOS
Justiça mantém flagrante, mas concede liberdade a suspeita de alterar cena do crime
FÁTIMA DO SUL
Acidente envolvendo três veículos mata motociclista na MS-376
VIOLÊNCIA URBANA
Motorista de Uber é assaltada durante corrida em Dourados