Menu
Busca domingo, 05 de julho de 2020
(67) 99659-5905

Dilma destaca apoio de Moka ao Minha Casa, Minha Vida

16 junho 2011 - 12h38

A presidente Dilma Rousseff destacou o trabalho do senador Waldemir Moka (PMDB) como relator no Senado da medida provisória que trata da segunda etapa do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida, lançada nesta quinta-feira (16), no Palácio do Planalto.

“Quero fazer agradecimento especial aos relatores da medida provisória no Congresso, o senador Moka e o deputado André Vargas pelo comprometimento e bom senso que tiveram ao elaborar os relatórios, aprovados por maiorias em ambas as Casas”, afirmou a presidente em seu discurso.

A segunda etapa do programa vai financiar cerca de 2 milhões de unidades até 2014 para famílias de baixa e média renda, num total de R$ 17 bilhões em investimento. Esse número é o dobro do previsto na primeira etapa do Minha Casa, Minha Vida.

Dilma disse que a segunda edição beneficiará famílias mais pobres. Dos 2 milhões de moradias previstas, 1,2 milhão (60% do total) será destinado às famílias com renda mensal de até R$ 1.395, o triplo da primeira etapa.

Essas famílias, segundo a MP, deverão comprometer o limite de 10% da renda, num piso mínimo de R$ 50 por mês, durante 10 anos.

A segunda edição do programa habitacional atenderá também cidades com menos de 50 mil habitantes, para as quais serão destinadas 220 mil unidades.

Segundo Moka, que participou da solenidade no Palácio do Planalto, a presidente afirmou que, caso o cronograma do programa se deslanche no primeiro ano, o governo pretende aumentar o número de casas financiadas em 600 mil, elevando para 2,6 milhões de unidades entregues até 2014.

Deixe seu Comentário

Leia Também

INFORMAÇÃO
Especialista recomenda prazo de adaptação à Lei de Proteção de Dados
PANDEMIA
Rio de Janeiro registra 10.667 mortes por coronavírus
CAMPO GRANDE
Moradores da Capital realizam ação solidária e arregacam 1t de alimentos
ESPORTES
Flamengo vence com tranquilidade e se aproxima do título estadual
DOURADOS
Ex-funcionário suspeito de matar secretário em Dourados acaba preso em barreira sanitária
LUTO
Martha Rocha, 1ª Miss Brasil, morre em Niterói, no Rio de Janeiro
PANDEMIA
Brasil chega a 1,6 milhão de casos confirmados de coronavírus
ECONOMIA
Pesquisa mostra potencial para a expansão do home office
FUTEBOL
Fluminense e Botafogo empatam sem gols no Nilton Santos
PANDEMIA
Estado de São Paulo passa de 16 mil óbitos por coronavírus

Mais Lidas

POLÍCIA
Assassinado no Izidro é secretário de Agricultura Familiar de Dourados
PANDEMIA
Mulher morre de covid-19 logo após dar à luz em Dourados
DOURADOS
Ex-funcionário é o suspeito de matar secretário de Agricultura
CAMPO GRANDE
Jovem que estava desaparecida é encontrada morta