Menu
Busca domingo, 22 de julho de 2018
(67) 9860-3221

Dilma completa 65 anos em viagem oficial à Rússia

14 dezembro 2012 - 16h45

A presidente Dilma Rousseff completou 65 anos nesta sexta-feira (14) durante viagem oficial à Rússia. Na noite desta quinta (13), Dilma foi ao teatro Bolshoi, em Moscou, assistir ao espetáculo de balé "Cisne Negro". Logo após a apresentação, a chefe de Estado brasileira foi jantar em um restaurante com a filha, Paula, e integrantes de sua comitiva, como os ministros Aloizio Mercadante (Educação), Antonio Patriota (Relações Exteriores) e Fernando Pimentel (Desenvolvimento).

Nesta sexta, o Ibope divulgou pesquisa encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) que mostrou que 62% dos entrevistados consideram o governo Dilma "bom" ou "ótimo".

Na manhã de seu aniversário, a presidente deixou flores no túmulo do soldado desconhecido, em Moscou, e discursou na cerimônia de encerramento do Fórum Empresarial Brasil-Rússia, no qual afirmou que a crise econômica tende a "durar e permanecer" nos países desenvolvidos.

“Queremos construir uma relação comercial, de investimento recíproco, pois a crise tende a durar, tende a permanecer nos países desenvolvidos”, disse na capital russa. Depois do evento, Dilma assinou acordos bilaterais com o presidente da Rússia, Vladimir Putin.

Ao final da cerimônia, realizada no Kremlin, a presidente relatou ter solicitado ao governo russo o fim do embargo do país europeu à carne suína brasileira. Desde junho de 2011, a Rússia proíbe a compra de carne de três estados: Paraná, Mato Grosso e Rio Grande do Sul.

“Expressei minha expectativa sobre o restabelecimento do comércio de carnes suínas entre os dois países e o fim do embargo aos três estados brasileiros”, relatou Dilma após assinar uma série de acordos bilaterais com o presidente russo Vladmir Putin.

No final de novembro, a Rússia suspendeu o embargo contra os três estados brasileiros, contudo, ainda é preciso que o Kremlin forneça os certificados específicos de venda para as empresas exportadoras. Além disso, para que os frigoríficos brasileiros possam retomar as vendas ao país europeu, o governo russo precisa publicar um comunicado oficial.

Acordos bilaterais

Os acordos firmados nesta sexta pelos governos do Brasil e da Rússia tratam de cooperações nas áreas de tecnologia, defesa, ciência, inovação e educação.

Uma das parcerias firmadas entre Dilma e o presidente da Rússia, Vladmir Putin, prevê o intercâmbio de informações para a organização de eventos esportivos internacionais que serão sediados pelos dois países nos próximos anos: Copa do Mundo de 2014 (Brasil), de 2018 (Rússia), Olimpíada de 2016 (Brasil) e os Jogos Olímpicos de Inverno de 2014 (Rússia).

A presidente retorna ao Brasil na madrugada de domingo e desembarca em Fortaleza (CE), onde participa da inauguração da Arena Castelão, o primeiro dos 12 estádios da Copa do Mundo a ser entregue no país.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Mulher fica gravemente ferida após ser lançada contra arame farpado
AMPLAVISÃO 1315
Nas pontes de Roma a lembrança de André
DOURADOS
Poste derrubado após roubo de veículos continua caído na Marcelino Pires
TRADIÇÃO CATÓLICA
27ª Festa a São Cristóvão leva caminhões às ruas de Dourados
EDUCAÇÃO
IFMS encerra nesta segunda inscrições para transferências
FÓRMULA 1
Hamilton vence após Vettel parar no muro no GP da Alemanha
SINOP
Adolescente é flagrando com maconha que seria comercializada no MT
DIRETRIZES
Período eleitoral impõe restrições na Comunicação da UFGD
CRIME AMBIENTAL
Homem é multado por construir muro que degrada matas ciliares
ELEIÇÕES
PSL faz convenção neste domingo para lançar candidatura de Bolsonaro

Mais Lidas

ÁGUA BOA
Ferido com tiro durante comemorações na Copa é preso com drogas em Dourados
CAMPO DOURADO
Jovem nega tráfico e diz que pedido de carona o levou até casa com droga
DOURADOS
Índios invadem fazenda, torturam e fazem caseiro refém por 6h
CAMPO GRANDE
Mulher morre ao bater carro na traseira de caminhão parado