Menu
Busca sexta, 23 de fevereiro de 2018
(67) 9860-3221
Corpal - Dezembro 2017
BRASIL

Diário Oficial publica MP que adia reajuste de servidores públicos

31 outubro 2017 - 12h05Por Agência Brasil

A medida provisória que adia de 2018 para 2019 o reajuste salarial dos servidores públicos e altera a contribuição previdenciária da categoria está publicada na edição de hoje (31) do Diário Oficial da União.

A Medida Provisória 805, assinada pelo presidente Michel Temer, altera de 11% para 14% parte da contribuição previdenciária dos servidores públicos que têm salário acima do limite máximo estabelecido para os benefícios da previdência social, que é de R$ R$ 5,5 mil.

Quem ganha acima desse valor terá uma nova tributação, mas somente sob o valor que ultrapassar o limite estipulado. Ou seja, se o servidor ganha R$ 6,5 mil, a nova tributação incidirá apenas sobre R$ 1 mil.

A medida provisória registra que o aumento passará a valer a partir de 1º de fevereiro de 2018.

O texto explica que a alíquota de 14% não se aplica a quem tiver ingressado no serviço público até a data da publicação do ato de instituição do regime de previdência complementar para os servidores públicos federais titulares de cargo efetivo e que opte por aderir ao regime de previdência complementar.

Nova alíquota

Segundo a medida provisória, os aposentados e pensionistas contribuirão com a nova alíquota incidente sobre o valor da parcela do rendimento que supere o teto da previdência. A ressalva é o caso em que o beneficiário tiver doença incapacitante.

Nesse caso, a alíquota de 14% incidirá apenas sobre as parcelas de proventos de aposentadoria e de pensão que superem o dobro do limite máximo estabelecido para os benefícios da previdência.

Em relação ao adiamento do reajuste para servidores públicos em 2018, o ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, explicou ontem (30), durante entrevista coletiva, que a medida abrange o conjunto de categorias do governo federal que são as mais bem remuneradas e que tinham anteriormente feito um acordo de reajuste por um período de quatro anos.

O texto do Diário Oficial da União traz o detalhamento das carreiras que tiveram o aumento adiado.

As duas medidas haviam sido anunciadas pelo governo em agosto com o objetivo de economizar recursos públicos.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SUBSTITUIÇÃO
Novo comandante da Sudeco assume por indicação de político de MS
BRASIL
Temer anunciará criação do Ministério de Segurança Pública na segunda-feira
PIRACEMA
Pescadores são multados por pesca ilegal no Rio Sucuriú
EDUCAÇÃO
Avaliação do MEC comprova excelência do curso de Educação Física da Unigran
POSSE
Aprosoja empossa amanhã diretoria do biênio 2018/19 em MS
Cerimônia de posse acontece amanhã (24), às 19h30, em Campo Grande
CAPITAL
IEL abre inscrições para curso de capacitação de líderes
CAMPO GRANDE
PMA flagra caçador com rifle, cateto e três seriemas abatidas
TEMPO EM DOURADOS
Dourados registra manhã mais fria do ano: 15.7ºC
MAIS CARO
Valor das passagens de ônibus devem subir quase 5%
BRASIL
MP sobre concessão de rodovias perderá validade nesta segunda-feira

Mais Lidas

MS-276
Homem morre em acidente entre Indápolis e Lagoa Bonita
DOURADOS
Mulher é baleada durante assalto na avenida Indaiá
DOURADOS
Fundadora de creche vai à polícia após denúncia de agressão
AVENIDA INDAIÁ
Baleada em assalto em Dourados passa por cirurgia