Menu
Busca quarta, 16 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221
BRASIL

Devedores já podem aderir ao novo Refis do governo federal

26 outubro 2017 - 18h20Por Portal Brasil

Contribuintes que possuem dívidas junto à Receita Federal e ainda não aderiram ao Programa Especial de Regularização Tributária (Pert), mais conhecido como novo Refis, terão novo prazo: entre as 8h desta quinta-feira (26) até a próxima terça-feira (31), interessados podem acessar o Centro Virtual de Atendimento da Receita Federal na Internet (e-CAC) e fazer a adesão.

Quem já aderiu ao Pert não precisa fazer novo requerimento à Receita Federal ou à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN). Isso porque os débitos dessas pessoas físicas e jurídicas serão automaticamente migrados para o parcelamento nos termos da Lei nº 13.496, sancionada pelo presidente da República, Michel Temer, nesta quarta-feira (25). 

A Lei nº 13.496 trouxe novidades quanto ao parcelamento. Além dos débitos tributários e não tributários abrangidos pelo antigo Refis, também há a possibilidade de parcelar débitos provenientes de tributos retidos na fonte ou descontados de segurados; débitos lançados diante da constatação de prática de crime de sonegação, fraude ou conluio; e débitos devidos por incorporadora optante do Regime Especial Tributário do Patrimônio de Afetação..

Outra novidade é o pagamento com 24% de entrada, em 24 parcelas, “podendo o restante ser amortizado com créditos que porventura o contribuinte tenha junto à Receita”. Essa regra inclui débitos provenientes de Prejuízo Fiscal ou Base de Cálculo Negativa da CSLL. O percentual de dívidas inferiores a R$ 15 milhões a ser pago em 2017 também foi reduzido de 7,5% para 5%.

As multas também terão mais desconto, segundo a Receita. Após o pagamento da entrada, se o contribuinte pagar toda a dívida de uma só vez em janeiro de 2018, terá desconto de 90% sobre os juros e 70% sobre as multas. Caso ele faça o pagamento em 145 parcelas, os descontos serão de 80% sobre os juros e de 50% sobre as multas. Por fim, caso a dívida seja parcelada em 175 vezes, permanecem os descontos de 50% dos juros e de 25% das multas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIOLÊNCIA NO RJ
Jovem morre após tentar proteger mãe de assalto
FINANÇAS
Governo de MS repassou R$ 2,8 bilhões aos municípios em 2018
BRASIL
Prazo para indicar instituições ao Programa Saúde na Escola termina em fevereiro
SAÚDE
Cardio-oncologia previne doenças do coração causadas por tratamento de câncer
PEDRO JUAN
Sequestradores ligadas ao PCC são presos na fronteira com fuzis
POLÊMICA
Globo encerra contrato com José Mayer após dois anos de caso de assédio
RIO DE JANEIRO
Em Mauá, conheça algumas cachoeiras e encante-se
29 ANOS
Após quase três décadas Concafras retorna a Dourados com evento em março
MULHERES
Cortes de cabelo para quem quer arrasar
FLAGRANTE
Carga de 50 mil pacotes de cigarros contrabandeados é apreendia na Capital

Mais Lidas

GRUPOS RIVAIS
Interno do semiaberto de Dourados é morto em briga de facções
POLÍCIA
Motorista que morreu em acidente na BR-163 tinha 28 anos
BR-163
Acidente que matou motorista de ônibus deixou outros cinco feridos
DOURADOS
Délia exonera secretário e coloca interina na Agricultura Familiar