Menu
Busca sexta, 24 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Derretimento do gelo no mar Ártico atinge novo recorde, diz OMM

29 novembro 2012 - 14h45

#####EcoAgência

Segundo agência da ONU, quase 12 milhões de km² derreteram entre março e setembro; seca do Nordeste brasileiro é destacada como um dos eventos extremos do ano.

A Organização Meteorológica Mundial, OMM, prevê que o ano de 2012 termine como um dos mais quentes, apesar da influência de resfriamento causado pelo La Niña no começo do ano. O período entre janeiro e outubro já é considerado o nono mais quente desde 1850, quando as temperaturas começaram a ser registradas. A temperatura da superfície terrestre e dos oceanos foi 0,45° C acima da média global de 14,2° C. Segundo as Nações Unidas, o planeta vai enfrentar sérias consequências se o clima subir mais de 2° C além dessa média.

A OMM fez ainda um alerta sobre o derretimento do gelo do mar Ártico, que atingiu um novo recorde, como explicou à Rádio ONU, de Brasília, o primeiro vice-presidente da agência, Antônio Divino Moura. “Nós estamos vendo este ano um recorde de baixa no gelo Ártico, que ficou praticamente 18% do que o mais baixo valor observado anteriormente, que foi em 2007. Ou seja, quase 12 milhões de km² do gelo Ártico derreteu entre março e setembro deste ano. Isso é uma preocupação grande, mostra um sinal de aquecimento, um sinal de alerta, que deve preocupar bastante.”

A OMM destaca também que vários eventos extremos foram observados em todo o mundo, nos primeiros 10 meses do ano. Ondas de calor atingiram a Europa e os Estados Unidos; o norte do Brasil enfrenta a pior seca dos últimos 50 anos e enchentes afetaram a África Ocidental e a região do Sahel. Já a neve e o frio extremo atingiram partes da Europa e leste da Rússia, onde as temperaturas chegaram a -50° C. A atividade de ciclones tropicais causou 81 tempestades, sendo que algumas atingiram o status de furacão. A OMM menciona o Sandy como o furacão mais notado, que afetou os Estados Unidos e o Caribe no final de outubro.

Descongelamento do pergelissolo e aquecimento global

O degelo do pergelissolo, parte do solo que deveria estar permanentemente congelada no ártico, pode ampliar o aquecimento global se as temperaturas continuarem subindo como o esperado. O alerta está no relatório divulgado, esta terça-feira, pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma. O pergelissolo cobre quase 25% do território do hemisfério norte e contém 1,7 mil gigatoneladas de carbono, o dobro do que existe atualmente na atmosfera.

O relatório chama a atenção justamente para o perigo das emissões de dióxido de carbono e de metano contidas nestas terras, serem liberadas por causa do degelo. Até agora, essas emissões não tinham sido incluídas nas previsões climáticas dos cientistas. O relatório do Pnuma recomenda uma análise especial do pergelissolo, a criação de uma rede de monitoramento e planos de adaptação para lidar com o impacto das emissões de carbono. O diretor executivo da agência, Achim Steiner, afirmou que o pergelissolo é uma das chaves do futuro do planeta porque contem matérias orgânicas congeladas. Segundo Steiner, se descongeladas e expelidas na atmosfera, essas matérias orgânicas podem aumentar o atual ritmo do aquecimento global.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Kelly Key relembra baixa autoestima após gravidez: "Não me achava bonita"
NOVA ANDRADINA
Ciclista morre após ter a cabeça esmagada por carreta
PRAZO
Justiça determina que Bolsonaro indenize Maria do Rosário em 15 dias
CAPITAL
Outros 2 guardas municipais são presos em investigação sobre arsenal
RIO DE JANEIRO
Tribunal decide libertar os militares que fuzilaram carro de músico
CONTRABANDO
Após perseguição, Polícia apreende 7,5 mil pacotes de cigarros
POLÍTICA
Bolsonaro volta a defender mudanças na CNH e fim dos radares
CAMPO GRANDE
Jovem grávida é agredida, desmaia e acorda sendo estuprada
UNIGRAN
Jornada de Psicologia vai abordar trajetos e conquistas em 20 anos de história
MEIO AMBIENTE
Conciliação: danos ao Rio da Prata serão reparados por responsáveis

Mais Lidas

DOURADOS
Preso em operação estava sob monitoramento por assalto
DOURADOS
Vereadora vai à delegacia e diz ser vítima de atentado
DOURADOS
Ciclista atropelado na Marcelino morre após meses de tratamento
DOURADOS
Preso é encontrado morto na PED em mesmo raio onde ocorreu pente-fino
Rapaz estava enforcado em uma das celas da unidade penal