Menu
Busca terça, 21 de agosto de 2018
(67) 9860-3221
BRASIL

Depois de mais de três horas, PF deixa gabinete de Cristiane Brasil

12 junho 2018 - 10h15Por Agência Brasil

Depois de mais de três horas, agentes da Polícia Federal deixaram hoje (12) o gabinete da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ). Os policiais passaram parte da manhã no Anexo 4 da Câmara dos Deputados para cumprir mandado de busca e apreensão no âmbito da segunda fase da Operação Registro Espúrio.

A PF investiga se a parlamentar tem participação na organização criminosa que atua na concessão fraudulenta de registros sindicais no Ministério do Trabalho. Também foi feita busca e apreensão no Rio de Janeiro, onde a deputada mora. A primeira fase da operação ocorreu em maio.

Em nota, a asessoria de Cristiane Brasil disse que a deputada foi surpreendida pela operação e que espera que os fatos sejam esclarecidos em breve. Segundo o texto, a deputada não tem papel nas decisões tomadas pelo Ministério do Trabalho. “Espero que as questões sejam esclarecidas com brevidade, e meu nome, limpo”, diz Cristiane Brasil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Inadimplência do consumidor atinge 61,6 milhões no país
CONTRABANDO
Polícia flagra caminhonete com meia tonelada de agrotóxico chinês
É LEI
Multas de trânsito já podem ser parceladas com cartão de crédito
BANDIDAGEM
Ladrões furtam mais duas motos em Dourados
SELETIVA PARA COPA SP
Federação ajusta última rodada do Estadual Sub-19
BRASIL
Morre aos 61 anos o jornalista Otavio Frias Filho
PONTA PORÃ
Homem tenta incendiar a casa da ex-sogra para se vingar
DOURADOS
Jovens são detidos após furto de três barras de chocolate
LEVANTAMENTO
Eleições 2018: 75% dos deputados federais devem se reeleger
DOURADOS
Traficante é preso acusado de vender droga próximo a escola

Mais Lidas

BRUTALIDADE
Estudante de medicina brasileira é assassinada na fronteira
DOURADOS
Homem acorda na madrugada e dá “de cara” com ladrão dentro de casa
CRIME BÁRBARO
Estudante assassinada no Paraguai é filha de ex-prefeito no MT
DOURADOS
Parque volta a ser alvo de vândalos e secretário diz que ação é "orquestrada e criminosa"