Menu
Busca domingo, 26 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Delcídio discute FPE, dívida e incentivos com o ministro da Fazenda

28 novembro 2012 - 13h18

O presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, Delcídio do
Amaral (PT/MS) se reuniu na manhã desta terça-feira, dia 27 de novembro, com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, para discutir três temas : o fim dos
incentivos fiscais oferecidos pelos governos estaduais, novos critérios de
partilha do Fundo de Participação dos Estados e o pagamento das dívidas
com a União. Participaram também do encontro, realizado no Ministério da
Fazenda, em Brasília, a ministra das Relações Institucionais, Ideli
Salvatti e os líderes da base governista no Senado.

“O Supremo Tribunal Federal já deliberou que precisa ser apresentada uma
nova proposta tanto para a questão dos incentivos fiscais quanto para a
partilha do FPE. Nosso esforço é no sentido de evitar que essa nova
proposta não prejudique, em hipótese alguma, o caixa dos estados. Em
relação à divida queremos mudar o indexador e alongar o prazo de
pagamento. As negociações com o governo continuam. O ministro Mantega vai
à Comissão de Assuntos Econômicos na próxima terça-feira, dia 4 de
dezembro, para fazermos um debate aprofundado sobre esses temas e eu não
tenho dúvida de que encontraremos soluções que não trarão prejuízo aos
estados”, disse o presidente da CAE.

Delcídio aproveitou o encontro para cobrar a aprovação do projeto, de sua
autoria, que fixa normas para a cobrança de impostos nas operações do
comércio eletrônico, já aprovado pelo Senado e que ainda tramita na Câmara
dos Deputados.

“Quando aprovamos a chamada Lei dos Portos tínhamos dois compromissos: a
renegociação das dívidas dos estados e uma nova regulamentação para a
cobrança de impostos sobre o e-commerce , para que a arrecadação de
impostos do setor não fique mais concentrada em São Paulo e no Rio de
Janeiro, sede da maioria das empresas que vendem pela Internet, mas que
seja dividida com os estados onde efetivamente acontecem as compras e são
o destino final dos produtos ”, explicou. “O ministro ficou de nos ajudar
nisso, fazendo gestões junto aos deputados para acelerar a tramitação do
projeto”, garantiu o senador.

Deixe seu Comentário

Leia Também

RIO NEGRO
Ambiental fecha segunda olaria ilegal e autua proprietário em R$ 5 mil
MATO GROSSO DO SUL
Campanha Estadual de Combate ao Feminicídio será lançada amanhã
MS-164
Mulheres são flagradas transportando maconha em ônibus
DOURADOS
Douradenses vão às ruas apoiar medidas de Bolsonaro
MUNDO
Tremor de magnitude de 8,1 graus abala noroeste do Peru
EVENTOS
Semana do Leite terá palestras, doações e discussão sobre a conjuntura da atividade em MS
BRASIL
Projeto garante defesa de animais em casos de desastres ambientais
MÚSICA
Almir Sater faz show gratuito hoje em Dourados
FLAGRANTE
Polícia prende grupo caçando com 19 cães e lanças para abate
AINDA DÁ TEMPO
Concurso público da PM e Bombeiros: candidatos têm até hoje para preencher ficha da Investigação Social

Mais Lidas

ITAQUIRAÍ
Empresário é executado no Sul do Estado
DOURADOS
Jovem contrata programa com travesti, diz não ter sido atendido e ainda roubado
SEGURANÇA
Guarda Municipal e Polícia Militar realizam Operação Saturação em Dourados
FAMOSOS
Débora Nascimento beija mulher e diz: “Tô solteira mesmo”