Menu
Busca terça, 11 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221

Delcídio discute FPE, dívida e incentivos com o ministro da Fazenda

28 novembro 2012 - 13h18

O presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, Delcídio do
Amaral (PT/MS) se reuniu na manhã desta terça-feira, dia 27 de novembro, com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, para discutir três temas : o fim dos
incentivos fiscais oferecidos pelos governos estaduais, novos critérios de
partilha do Fundo de Participação dos Estados e o pagamento das dívidas
com a União. Participaram também do encontro, realizado no Ministério da
Fazenda, em Brasília, a ministra das Relações Institucionais, Ideli
Salvatti e os líderes da base governista no Senado.

“O Supremo Tribunal Federal já deliberou que precisa ser apresentada uma
nova proposta tanto para a questão dos incentivos fiscais quanto para a
partilha do FPE. Nosso esforço é no sentido de evitar que essa nova
proposta não prejudique, em hipótese alguma, o caixa dos estados. Em
relação à divida queremos mudar o indexador e alongar o prazo de
pagamento. As negociações com o governo continuam. O ministro Mantega vai
à Comissão de Assuntos Econômicos na próxima terça-feira, dia 4 de
dezembro, para fazermos um debate aprofundado sobre esses temas e eu não
tenho dúvida de que encontraremos soluções que não trarão prejuízo aos
estados”, disse o presidente da CAE.

Delcídio aproveitou o encontro para cobrar a aprovação do projeto, de sua
autoria, que fixa normas para a cobrança de impostos nas operações do
comércio eletrônico, já aprovado pelo Senado e que ainda tramita na Câmara
dos Deputados.

“Quando aprovamos a chamada Lei dos Portos tínhamos dois compromissos: a
renegociação das dívidas dos estados e uma nova regulamentação para a
cobrança de impostos sobre o e-commerce , para que a arrecadação de
impostos do setor não fique mais concentrada em São Paulo e no Rio de
Janeiro, sede da maioria das empresas que vendem pela Internet, mas que
seja dividida com os estados onde efetivamente acontecem as compras e são
o destino final dos produtos ”, explicou. “O ministro ficou de nos ajudar
nisso, fazendo gestões junto aos deputados para acelerar a tramitação do
projeto”, garantiu o senador.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZ
Yasmin Brunet renova o bronzeado em dia de praia de Ipanema
DOIS IRMÃOS DO BURITI
Servidores públicos flagram abuso de criança e detêm estuprador
CAPITAL
Bíblias são encontradas intactas depois de incêndio que destruiu hotel
PLANO DE MANEJO
Futuro ministro do Meio Ambiente responde por ação de improbidade
NOVA ANDRADINA
Mãe de menino com doença degenerativa pede ajuda para bazar solidário
UFMS
Abertas 74 vagas para professores substitutos com salário de até R$ 6 mil
FUTEBOL
Marta é a primeira mulher a eternizar os pés na calçada do Maracanã
OPERAÇÃO JOÃO DE BARRO
Proposta da UFGD é aprovada para o Projeto Rondon 2019
RURAL
Governo defende agricultura e turismo sustentável em Bonito e região
CAMPO GRANDE
TRE/MS mantém mandato de vereadora, acusada de infidelidade partária

Mais Lidas

DOURADOS
Criança morre no HV três dias após ser atropelada na Cachoeirinha
PREGÃO
Vereadora presa desde outubro tenta retomar cargo na Câmara de Dourados
CHAPADÃO DO SUL
Avião agrícola cai e mata piloto em cidade de MS
DOURADOS
Criança morta após acidente de trânsito teve órgãos levados para SP e Campo Grande