Menu
Busca quarta, 24 de abril de 2019
(67) 9860-3221

CNE revê parecer e desiste de censurar Monteiro Lobato

03 junho 2011 - 18h52

Após contoverso parecer emitido no ano passado, o Conselho Nacional de Educação (CNE) reviu a decisão que classificava como racista parte da obra Caçadas de Pedrinho, de Monteiro Lobato, e restringia o uso desse livro nas escolas públicas. De acordo com informações da Agência Brasil, o texto final do novo parecer ainda não foi publicado, mas irá sugerir que a obra seja contextualizada pelos professores quando utilizada em sala de aula.

Publicado em 1933, o livro de Monteiro Lobato, um dos maiores nomes da literatura infantil brasileira, narras as aventuras da turma do Sítio em busca de uma onça-pintada. Segundo o CNE, os traços racistas da obra estariam na forma como se refere à personagem Tia Nastácia e a alguns animais, como o urubu e macaco.

Em nota, o CNE afirmou que impedir o livro de chegar às escolas - como pretendia o parecer inicial - seria um ato de censura. “Uma sociedade democrática deve proteger o direito de liberdade de expressão e, nesse sentido, não cabe veto à circulação de nenhuma obra literária e artística. Porém, essa mesma sociedade deve garantir o direito à não discriminação, nos termos constitucionais e legais, e de acordo com os tratados internacionais ratificados pelo Brasil”, diz o comunicado.

A solução encontrada pelo colegiado foi adicionar uma nota técnica às próximas edições do livro para que o professor seja instruído a contextualizar a obra ao momento histórico em que ele foi escrito.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Giulia Costa mostra corpão em pose de biquíni em dia de piscina e praia
MINISTÉRIO PÚBLICO
Conselho abre processo disciplinar contra procurador Deltan Dallagnol
TRÁFICO
Foragido da justiça é preso na MS-487 com maconha que levaria para SP
IMPOSTÔMETRO
Brasileiros já pagaram mais de R$ 800 bilhões de tributos em 2019
JARDIM
Adolescentes são apreendidos com uma tonelada de maconha em veículo
UNIGRAN
Calouros de Fisioterapia participam de aulas com metodologias ativas
OPERAÇÃO APLIQUE
Quadrilha que agia em MS enviava “mulas” com até 40 kg de coca para Europa
JUSTIÇA
Empresa deve indenizar por danos morais e substituir celular com defeito
CAARAPÓ
Bombeiros fazem buscas por criança de 11 anos que se afogou em rio
TRÊS LAGOAS
Confirmado segundo caso de gripe H1N1 em Mato Grosso do Sul

Mais Lidas

DOURADOS
Preso é baleado ao estourar cadeado de cela para buscar ‘encomenda’ no pátio da PED
DOURADOS
Preso baleado na perna tentava pegar malote com 13 celulares
IMPASSES
UFGD "desafia" MEC e Ministério pede realização de nova eleição para Reitoria
DOURADOS
Homem morre no HV após ser espancado e polícia suspeita de latrocínio