Menu
Busca terça, 22 de maio de 2018
(67) 9860-3221
IMOBILIÁRIA CONTINENTAL (BANNER 1 TOPO)
ECONOMIA DE GASTOS

CCJ aprova por unanimidade cobrança por tornozeleira eletrônica

13 setembro 2017 - 17h20

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou o Projeto de Lei 310/2016 que obriga o condenado a pagar pelas despesas com a tornozeleira eletrônica. A proposta também autoriza que o pagamento seja descontado da remuneração do trabalho do preso.

A proposta é terminativa, ou seja, se não houver recurso para que seja votada em Plenário, seguirá direto para a Câmara dos Deputados.

Foi apresentada emenda ao projeto que permite que haja advertência, regressão do regime, revogação da autorização da saída temporária ou da prisão domiciliar em caso de o condenado não ressarcir as despesas com o monitoramento eletrônico.

A emenda também permite isentar presos hipossuficientes deste gasto, a fim de não se criar distinção injusta no tratamento de presos com boas condições financeiras dos que sejam pobres.

Segundo o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), o sistema de monitoramento eletrônico custa, em média, R$ 300 por mês por cada preso.

Atualmente, cerca de 18 mil presos utilizam a tornozeleira eletrônica. Cerca de mil presos estariam aguardando a concessão do equipamento. O estado onde há mais tornozeleiras eletrônicas disponíveis é Paraná (5,3 mil). Amapá, Bahia, Roraima e o Distrito Federal informaram não ter presos monitorados pelo equipamento.

A tecnologia é importante alternativa para diminuir os custos do sistema penitenciário. Um preso custa cerca de R$ 2 mil por mês em um presídio, e a tornozeleira, cerca de R$ 300.

O Governo investiu cerca de R$ 23 milhões neste programa, prevendo a possibilidade de atender até 40 mil condenados. Segundo o CNJ, há 622 mil presos no Brasil atualmente.

A monitoração eletrônica pode ser aplicada aos condenados do regime semiaberto, durante as saídas temporárias, aos que cumprem prisão domiciliar, bem como aos presos provisórios. O equipamento permite o retorno do condenado ao convívio social, evitando o risco de fugas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

IMUNIZAÇÃO
MS tem quase 50% do público-alvo vacinado contra a gripe
ASSEMBLEIA
Uso de nome afetivo em cadastros às crianças adotadas é aprovado
CAMPO GRANDE
Procon encontra mais de 150 produtos adulterados e gerente de supermercado é presa
FUTEBOL
Vasco se despede da Libertadores em busca de vitória e vaga na Sul-americana
CULTURA
Turma de Artes Cênicas apresenta adaptação de clássico de Shakespeare
NARCOTRÁFICO
Jarvis Pavão é condenado a 10 anos de prisão
REPOSIÇÃO SALARIAL
Servidores da prefeitura têm correção salarial, após cinco anos
MALHA ASFÁLTICA
Prefeitura mantém frentes de tapa-buraco em Dourados
SOLIDARIEDADE
Na semana de doação de leite, conheça como a amamentação ajuda a sensibilizar mulheres
NOVA ALTERNATIVA
Anvisa aprova novo genérico para tratamento da hepatite C

Mais Lidas

FLAGRANTE
Policial aposentado é preso com cocaína em Dourados
CAPITAL
Criança morre em acidente com moto pilotada pelo avô
JARDIM PANTANAL
Homem é baleado após ser cercado por grupo
DOURADOS
Postos da Seleta, Santo André e Vila Rosa terão atendimento reduzido