Menu
Busca sexta, 19 de julho de 2019
(67) 9860-3221

Cardíaco, ex-corintiano se afasta dos campos e cancela casamento

13 janeiro 2013 - 10h43

Durante alguns meses de 2012, Adilson conviveu com os jogadores que no fim do ano conquistaram o mundo no Japão. Para ele, no entanto, o mês de dezembro não foi tão feliz assim. Enquanto os antigos colegas atingiam o ápice de uma temporada perfeita, ele recebia a notícia de que, mais uma vez, teria de fazer uma pausa na carreira de jogador. Uma inflamação em um músculo do coração vai tirá-lo dos gramados por três meses e, por questões financeiras, adiar o sonho do casamento.

Adilson é noivo e aproveitou os cerca de seis meses em que esteve no Corinthians para juntar dinheiro e tentar melhorar de vida. A ideia era, no fim do ano, comprar uma casa em Piracicaba, interior de São Paulo, e começar a planejar o casamento.

Quando seu contrato com o clube do Parque São Jorge acabou, ele acertou a transferência para o Ceará, onde continuaria a fazer o pé-de-meia enquanto tocaria os planos extra-campo. Só que em dezembro ele se consultou o médico Nabil Gorayeb e descobriu que o coração, que já tinha lhe dado um susto no começo de 2011, voltou a ser um problema na carreira.

“Tenho de voltar ao médico a cada seis meses, e dessa vez recebi essa notícia. Eu tenho uma fibrose, uma inflamação no miocárdio, que voltou no fim desse ano. Sempre tive essa diferença no coração, desde criança”, disse o jogador, em entrevista ao UOL Esporte.

A recomendação médica foi de três meses de descanso e tratamento especial para que o coração se recupere e ele possa voltar aos gramados sem limitações. O problema é que o clube nordestino não quis bancar esse período de inatividade. Como ele estava sem contrato, o afastamento deve ser ainda maior, já que a previsão é de que as equipes voltem a contratar apenas após os Campeonatos Estaduais, em maio.

“Eu estou tranquilo, mas é claro que não é o ideal. O ideal é ter sequência. Lógico que alguns clubes, até pelo que saiu, ficam assustados com a minha contratação. É a segunda vez. Passei muitas dificuldades, muita tristeza. Agora acho que eu tiro de letra. Vou ficar junto com a família e os amigos de verdade”, disse ele.

A primeira vez foi em 2011. Depois de uma boa passagem pelo XV de Piracicaba, ele voltou ao Noroeste e ouviu dos médicos que teria de ficar parado seis meses para recuperar-se da fibrose. Com o apoio do clube, passou o período recebendo do INSS por conta do problema de saúde. Desta vez, ele ainda vai ter de pleitear o benefício e sofre por estar sem contrato.

“Eu estou em casa, faço exames. Semana passada fui no Corinthians conversar. Eles foram legais comigo. Disseram que iriam me ajudar no que eu precisasse”, explicou Adilson.

O breve período de Corinthians garantiu alguma segurança, mas não conseguiu manter todos os planos. “Tenho um pouco de dinheiro, sim. Meu objetivo era, depois que acabar o contrato com o Corinthians, comprar uma casa. Estou conseguindo. Casar é que não vai dar, até pelo que aconteceu. Eu penso ainda, mas vou ter de adiar”, disse o jogador, que sustenta, além da noiva, a mãe e três irmãs, que vivem em Mombuca, cidade próxima a Piracicaba no interior de São Paulo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDESTRIANISMO
‘9ª Corrida Saúde Cassems-Noturna’ abre inscrições na próxima segunda-feira
LEGISLATIVO
Instituída Frente em Defesa da Saúde Mental e Combate à Depressão e ao Suicídio
RODEIO FESTIVAL
Dourados se transformará na Capital do rodeio de MS em agosto
POLÍTICA
Sede da Ancine será transferida para Brasília, diz Bolsonaro
DOURADOS
Projeto reforça segurança nas aldeias indígenas
POLÍCIA
Enteada busca polícia acusando padrasto de estupro e violência doméstica
PEDRO JUAN
Homem que mandava nudes a mulheres é preso na fronteira
POLÍTICA
Reinaldo Azambuja participa do lançamento da licitação da ponte em Porto Murtinho
GOVERNO
MP que garante permanência de servidores na DPU é publicada
DOURADOS
Reunião na Câmara define conselho para cobrar R$ 30 milhões do aeroporto

Mais Lidas

FRONTEIRA
Pistoleiros são presos após executarem homem a tiros
DOURADOS
Delegado encerra Inquérito e aguarda perícia para saber se tiro que matou bioquímico foi acidental
DOURADOS
AGORA: Homem é baleado no Estrela Verá
FRONTEIRA
Suspeito de ter matado homem encontrado boiando em rio é preso