Menu
Busca sábado, 23 de março de 2019
(67) 9860-3221

Cansada de apanhar, mulher reage e mata o marido a facadas

19 maio 2011 - 12h21

Uma briga de casal acabou em morte, na noite desta quarta-feira (18), na favela Mundaú, no bairro do Vergel do Lago, Maceió, capital do estado de Alagoas. A catadora de mariscos Valquíria da Conceição, 33 anos, foi presa acusada de matar o próprio marido, Osnir Barreto, 35 anos, com uma faca.

A vítima foi atingida a facadas e ainda chegou a ser socorrida para o Hospital Geral do Estado, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no início da madrugada.

Policiais militares prenderam Valquíria da Conceição em flagrante e a conduziram para a Central de Polícia, onde ela foi autuada em flagrante pelo crime de homicídio.

Ao ser interrogada pela polícia, a mulher ainda estava transtornada com o que havia feito. Ela alegou que agiu em legítima defesa e que já estava cansada de apanhar. "Essas cicatrizes que tenho no corpo são fruto da violência que vinha sofrendo. Não aguentava mais", ressaltou Valquíria, que estava casada com a vítima há dois anos.

Na manhã desta quinta-feira, a acusada foi transferida para a Casa de Custódia da Polícia Civil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Caminhoneiros se mobilizam para nova paralisação, mostra monitoramento
IVINHEMA
Médico veterinário morre em acidente de moto na MS-276
CICLISMO
Desafio das Araras de Mountain Bike abre inscrições para 2ª etapa
TRÊS LAGOAS
Homens tentam dar calote de R$ 4,5 mil em boate e acabam na delegacia
VIOLÊNCIA
Líder rural é assassinada a facadas em assentamento no sudeste do Pará
DOURADOS
Homem é assaltado por trio quando trafegava próximo ao shopping
SELEÇÃO
Brasil enfrenta hoje o Panamá no primeiro amistoso da temporada
CRIME AMBIENTAL
Fazendeiros são autuados em R$ 19,5 mil por quatro desmatamentos
DESACOMPANHADOS
Nova lei exige autorização judicial para menores de 16 anos viajarem
CENTRO
Jovem de 22 anos perde motocicleta durante assalto em Dourados

Mais Lidas

HU
Dengue hemorrágica causa morte de menino de 11 anos em Dourados
LUTO
Fundadora da ADL, Ruth Hellman morre em Dourados
DOURADOS
Protesto contra a Reforma da Previdência leva centenas ao Centro
DOURADOS
Trio que matou e roubou cabeleireiro é condenado a 62 anos de cadeia