Menu
Busca quarta, 23 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221

Cadeirante morre na São Silvestre após bater no muro do Pacaembu

31 dezembro 2012 - 18h46

O paratleta Israel Cruz Jackson de Barros morreu na manhã desta segunda-feira (31) em São Paulo depois de sofrer acidente na Prova dos Cadeirantes da São Silvestre, a tradicional corrida de rua do final do ano.

Ele perdeu o controle da cadeira ao descer a ladeira da Rua Major Nataniel e se chocou contra o muro do estádio do Pacaembu. O atleta foi levado à Santa Casa de Misericórdia, onde deu entrada às 7h35 e morreu às 8h50, segundo o hospital.

O Instituto Médico Legal (IML) indica que ele teve um "trauma toráxico", mas não especifica a causa da morte. Segundo o documento do IML, Israel tinha 44 anos. Segundo familiares, ele tinha 41.

###Acidente em 1985
Israel Cruz, como é conhecido, é da cidade de Ananindeua, localizada na região metropolitana de Belém, no Pará.

Em seu blog pessoal (israelcruzox.blogspot.com.br), Israel Cruz se apresenta como atleta de Cristo e diz que teve a perna amputada após sofrer um acidente há 27 anos: "No dia 15 de outubro de 1985 às 17 horas, minha irmã me pediu que a ensinasse a andar de bicicleta. Foi ai que inventei uma brincadeira, corria na bicicleta e minha irmã tinha que sentar na garupa, na terceira vez que corri com muita velocidade, minha irmã puxou a garupa da bicicleta, a manete da bicicleta entrou na minha coxa do lado esquerdo perfurando e atingindo a veia femural".

Ele diz que passou por quatro cirurgias e, ao final, teve a perna amputada. "Aqui me tornei uma pessoa com deficiência", escreveu. Ele diz que, aos 22 anos, tornou-se um paraatleta, jogando basquete em cadeira de rodas no Pará, e, aos 23 anos, estreou no atletismo.

###Nota oficial
Leia a seguir a nota oficial do Comitê Organizador da 88ª Corrida Internacional de São Silvestre:

"O Comitê Organizador da 88ª Corrida Internacional de São Silvestre comunica o falecimento do atleta Israel Cruz Jackson de Barros, inscrito na categoria Cadeirante masculino. O fato ocorreu em razão de um acidente durante a prova realizada na manhã desta segunda-feira, em que o atleta se chocou contra o muro do Estádio do Pacaembu.

O atleta, segundo outros participantes, teria perdido o controle de sua cadeira na descida sofrendo uma queda muito forte. Prontamente atendido pela equipe médica do evento, que estava próximo ao local, Israel foi depois levado à Santa Casa de São Paulo ainda consciente, às 7h35, foi atendido pela equipe do hospital, mas, infelizmente, nao resistiu em razão da gravidade dos ferimentos e faleceu às 8h50.

O atleta estava devidamente inscrito na prova, obedecendo os critérios de seleção do evento cujas inscrições foram feitas pela Fundação Cásper Libero e supervisionadas pela organização técnica do evento e pela ADD - Associação Desportiva para Deficientes.

O Comitê Organizador está acompanhando o caso juntamente com a ADD para atendimento à família do competidor, uma vez que o mesmo não residia na Capital".

Deixe seu Comentário

Leia Também

COXIM
Mulher não consegue falar com marido que é encontrado morto pela filho
UFGD
Concursos para docentes e técnicos divulgam candidatos isentos
ECONOMIA
Secretaria de Fazenda publica valor atualizado de Uferms para fevereiro
FORÇAS ARMADAS
Polícia recupera pistola de uso restrito desaparecida desde 2016
APRENDIZES-MARINHEIRO
Marinha abre inscrições para concurso com 1 mil vagas em todo país
ANASTÁCIO
Homem agride e furta dinheiro mãe para comprar bebida alcoólica
TELEVISÃO
Vanderson sai da casa para depor e é desclassificado do BBB19
CORUMBÁ
Homem é autuado por maus tratos a cavalo
PRIORIDADES
Onyx apresenta 35 metas para os primeiros 100 dias de governo
FUTEBOL
Aquidauanense e Urso empatam e dividem liderança do Estadual

Mais Lidas

POLÍCIA
Homem morre após ser atropelado por Mini Carregadeira em Dourados
BRASILÂNDIA
Dono de casa de prostituição é preso por tráfico de mulheres
ENERGISA
Consumidores podem recorrer ao valor da conta de energia sem sofrer corte no fornecimento
TRÁFICO
Carga de cocaína apreendida na BR-463 poderia render até R$ 47 milhões no Brasil