Menu
Busca sábado, 24 de agosto de 2019
(67) 9860-3221
RIO DE JANEIRO

Buscas por corpos e sobreviventes na Muzema entram no oitavo dia

19 abril 2019 - 11h30Por Agência Brasil

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro completa hoje (19) oito dias de busca por corpos e sobreviventes do desabamento de dois prédios no condomínio Figueiras do Itanhangá, na comunidade da Muzema, zona oeste do Rio de Janeiro.

De acordo com informação do plantão da corporação, dada nesta sexta-feira (19), os bombeiros trabalham com a perspectiva de encontrar mais três corpos de pessoas desaparecidas. Cerca de 100 homens participam das buscas. O último corpo resgatado foi encontrado ontem (18) pela manhã e pertencia a uma mulher.

Até o momento, o número de mortos no desastre chega a 20 pessoas, das quais 18 óbitos ocorreram no local. Duas pessoas morreram nos hospitais para onde foram levadas. A tragédia deixou oito pessoas feridas. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL DE BASE
Semifinais do Estadual Sub-17 começam neste fim de semana
NOVA ANDRADINA
Cinco são presos pela PM durante ações ostensivas
CLIMA
Especialista diz que MS terá chuva significativa apenas em setembro
CRIME AMBIENTAL
Usina é multada em mais de R$ 270 mil por incêndio em canavial
PREVENÇÃO
Sala integrada para controle e combate de incêndios é criada em MS
BRASIL
Encceja: candidatos com dificuldade de acesso podem ligar para 0800
BRASILEIRÃO
Bahia bate Galo em Minas na abertura da 16ª rodada
MOVIMENTO
Manifestantes vão à Praça Antônio João em ato contra queimadas
DOURADOS
Arraiá da Uems segue hoje na Praça Antônio João
PARQUE DOS JEQUITIBÁS
Homem é flagrado pela Guarda com cachimbo, crack e cocaína

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher tem dedo amputado após empilhadeira a atingir enquanto fazia compras
DOURADOS
VÍDEO: Guarda agride rapaz em abordagem na UPA e corregedoria abre inquérito para apuração
VALE QUANTO?
Peritos imobiliários avaliam Douradão para venda ou aluguel a pedido da prefeitura
VIOLÊNCIA
Bandidos encapuzados invadem casa no Santo André e agridem idoso a coronhadas