Menu
Busca quarta, 19 de setembro de 2018
(67) 9860-3221

Brasil e Argentina podem fechar acordo hoje e encerrar impasse

24 maio 2011 - 08h15

Depois de quatro horas de reunião ontem (23), em Buenos Aires, os secretários executivos dos ministérios do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior da Argentina, Eduardo Bianchi, e do Brasil, Alessandro Teixeira, sinalizaram que hoje (24) pode ser fechado um acordo para encerrar o impasse envolvendo os dois países. As divergências giram em torno da venda de automóveis e autopeças.

Há duas semanas surgiu a controvérsia, gerada depois da suspensão, por parte do Brasil, da concessão de licenças não automáticas para a venda de automóveis e autopeças procedentes da Argentina. A decisão foi uma reação à ação do governo argentino que definiu pela retenção de produtos brasileiros na fronteira.

Como sinal de distensão, na semana passada, os governos dos dois países permitiram a passagem de mercadorias como um gesto de reciprocidade, autorizando a passagem de carros argentinos que estavam retidos na fronteira. A iniciativa ocorreu depois que a ministra da Indústria da Argentina, Débora Giorgi, disse que queria resolver o impasse com o ministro do Brasil, Fernando Pimentel.

Após a reunião ontem, Bianchi afirmou que os dois governos estão preocupados em trabalhar para encontrar “uma solução para cada ponto de tensão resultante da relação comercial". Apenas em 2010, o comércio entre a Argentina e o Brasil envolveu US$ 33 bilhões - com superávit de US$ 4 bilhões para o Brasil.

Ontem, técnicos do MDIC informaram que o governo do Brasil não está disposto a flexibilizar a regra de licenças não automáticas sem a contrapartida do governo argentino. Atualmente, produtos de 600 setores estão fora da licença automática na Argentina. Empresários de vários segmentos reclamam do embarreiramento feito pelo governo argentino aos produtos brasileiros. Além disso, alguns prazos ultrapassam o limite máximo de 60 dias previsto pela legislação.

Nas reuniões de hoje participam, do lado brasileiro, além de Teixeira, a secretária de Comércio Exterior, Tatiana Prazeres, o subsecretário para a América do Sul do Ministério das Relações Exteriores, Antonio Simões, e o embaixador do Brasil na Argentina, Enio Cordeiro. Os representantes argentinos são Bianchi, o diretor da Política Nacional de Comércio Exterior, Makuc Adrian, e o diretor de Assuntos Institucionais do Mercosul, Paulo Grinspun.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FLAGRANTE
Adolescente é apreendida com maconha na rodoviária
COMPETIÇÃO
26 municípios do Estado participam dos Jogos da Melhor Idade em Jardim
DOURADOS
Colisão frontal mata passageiro de caminhonete e deixa três pessoas feridas
DOURADOS
Ladrão é amarrado por populares após tentar roubar bolsa de mulher
ORDEM DO DIA
Três projetos devem ser votados nesta quarta-feira na ALMS
ELEIÇÕES 2018
TSE nega resposta a Bolsonaro por vídeo usado em campanha de Alckmin
BR-163
Acidente envolvendo caminhão e caminhonete deixa dois em estado grave e um morto
ELEIÇÕES 2018
Justiça Eleitoral convoca representantes de partidos para reunião
POLÍTICA
Próximo presidente terá que fazer reforma da Previdência, diz Temer
PESQUISA
Governo Temer tem aprovação de 4% e reprovação de 78%, diz Ibope

Mais Lidas

DOURADOS
Idoso encontrado morto na pedreira foi vítima de latrocínio
MS-164
Trio é flagrado com mais de 1t de maconha no Copo Sujo
NARCO 060
Gaeco deflagra operação contra o tráfico em MS e "mira" policiais
PONTA PORÃ
Homem é preso após matar rival e deixar corpo em rodovia