Menu
Busca quinta, 19 de abril de 2018
(67) 9860-3221
BANNER CORPAL TOPO SITE

Brasil bate recorde no recolhimento de embalagens vazias

18 dezembro 2003 - 15h33

O InpEV, Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias, atingiu novo recorde em novembro: a retirada de 1.043 toneladas de embalagens vazias do meio ambiente. Os Estados que atingiram os maiores índices de recolhimento foram o Paraná,  responsável por 35,9% do total e São Paulo, responsável por 23,7%. Esses índices são fruto do trabalho do inpEV e das parcerias firmadas com secretarias estaduais do meio ambiente, órgãos públicos e o sistema de comercialização.No total acumulado entre dezembro de 2002 e novembro de 2003, o inpEV atingiu a marca de 7 mil e 400 toneladas de embalagens de agrotóxicos retiradas do meio ambiente, o que representa crescimento de 107,8% no recolhimento de embalagens vazias em comparação com o mesmo período do ano passado - 6 mil toneladas.Um comparativo realizado entre os anos de 2002 e 2003 revelou a evolução dos Estados brasileiros em relação ao recolhimento dos recipientes. O Paraná, por exemplo, no período de um ano, conseguiu aumentar o seu número de recolhimento em 848,1%, o Maranhão em 380,5%, São Paulo em 100,8% e o Rio Grande do Sul recolheu 218,2% a mais de embalagens de fitossanitários do que no ano passado. Outro número importante que merece destaque é o índice da Bahia: 57% das embalagens consumidas no Estado são devolvidas pelos produtores.Em relação a outros países, como Alemanha, Estados Unidos e Canadá, a eficiência do processo de recolhimento brasileiro é significativa. Em 2002, primeiro ano de atuação do inpEV, foram retiradas do meio ambiente 3 mil e 800 toneladas de embalagens, enquanto que os Estados Unidos recolheram 3 mil e 300 toneladas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVA ANDRADINA
Acidente com linha de cerol deixa motociclista gravemente ferida
JUSTIÇA
Paciente ganha direito de fazer exame para tratamento de câncer
ITAPORÃ
Ciclista atropelado na MS-156 era morador em Dourados
ECONOMIA
Dólar fecha em alta e volta a encostar em R$ 3,40
O dólar fechou em alta nesta quinta-feira (19), voltando a se aproximar de R$ 3,40, após cair por três dias consecutivos. O dia foi marcado pela agenda esvaziada, o que jogou a atenção dos investidores para a cena política local.
TRÁFICO DE DROGAS
Acampamento ‘distribuidor’ de droga é destruído na fronteira
CAMPO GRANDE
Feto abandonado em quintal de residência é alvo de investigação da polícia
CARGA TRIBUTÁRIA
Simplificação do PIS/Cofins deve ir ao Congresso em maio, diz ministro
FACILIDADE
Banco Central estuda criar sistema de pagamento instantâneo
BARBÁRIE
Tio e sobrinhos são condenados em mais de 55 anos de prisão por matar homem a pedradas
LEVANTAMENTO
Câncer é a principal causa de morte em dois municípios de MS

Mais Lidas

ITAPORÃ
Mortos em troca de tiros após assalto eram de Dourados
SEGURANÇA PÚBLICA
Em comunicado, PCC convoca integrantes para “alerta geral”
TENSÃO EM MS
Presos tentam impedir pente-fino na PED, mas agentes fazem ‘limpa’
DOURADOS
Após invadir Ceim, dupla ameaça vigia de morte e rouba equipamentos