Menu
Busca segunda, 21 de maio de 2018
(67) 9860-3221
BANNER CORPAL TOPO SITE
OFENSAS

Bolsonaro é condenado a pagar R$ 50 mil por fala sobre quilombolas

03 outubro 2017 - 11h43Por G 1

O deputado federal Jair Bolsonaro foi condenado a pagar R$ 50 mil por danos morais coletivos a comunidades quilombolas e à população negra em geral, a ser revertido em favor do Fundo Federal de Defesa dos Direitos Difusos.


O Ministério Público Federal do Rio de Janeiro entrou com um processo contra Jair Bolsonaro, em abril deste ano, depois que o deputado realizou uma palestra no Clube Hebraica, em Laranjeiras, Zona Sul do Rio, e lá ofendeu e depreciou a população negra e indivíduos pertencentes às comunidades quilombolas. O deputado pode recorrer da sentença.

Na ação, os procuradores da República sustentam que Bolsonaro distorceu informações e fez uso de "expressões injuriosas, preconceituosas e discriminatórias com o claro propósito de ofender, ridicularizar, maltratar e desumanizar as comunidades quilombolas e a população negra".

No Hebraica, segundo MPF, o deputado afirmou, por exemplo, que visitou uma comunidade quilombola e "o afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas". Ainda citando a visita, disse também: "não fazem nada, eu acho que nem pra procriar servem mais". Para os procuradores da República Ana Padilha e Renato Machado, as afirmações "desumanizam as pessoas negras, retirando-lhes a honra e a dignidade ao associá-las à condição de animal".

"Com base nas humilhantes ofensas, é evidente que não podemos entender que o réu está acobertado pela liberdade de expressão, quando claramente ultrapassa qualquer limite constitucional, ofendendo a honra, a imagem e a dignidade das pessoas citadas, com base em atitudes inquestionavelmente preconceituosas e discriminatórias, consubstanciadas nas afirmações proferidas pelo réu na ocasião em comento", concluem os procuradores na ação.

Na sentença, publicada nesta segunda-feira, dia 02 de ioutubro, a juíza Frana Elizabeth Mendes, da 26ª Vara Federal do Rio de Janeiro, afirma que está "evidenciada a total inadequação da postura e conduta praticada pelo réu, infelizmente, usual, a qual ataca toda a coletividade e não só o grupo dos quilombolas e população negra em geral".

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

VEÍCULOS
TJ/MS abre leilão de bens apreendidos com lances a partir de R$ 100
EDUCAÇÃO
Unigran Centro é inaugurada para facilitar acesso de estudantes
ESPORTES
Prefeitura segue com transformação de espaços de lazer em Dourados
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda de 1,35% após seis altas seguidas
PROMOÇÃO
Abevê sorteia viagem e veículo 0km; veja ganhadores
ESPORTES
Fundesporte leva conhecimento sobre handebol escolar para a região da Grande Dourados
FLAGRANTE
Policial aposentado é preso com cocaína em Dourados
BR-267
Polícia encontra maconha e R$ 44 mil falsos em Uno
CAPITAL
Vice-governadora recebe ex-ministro Rebelo e trata de segurança na fronteira
ESQUEMA
Sete são denunciados por associação criminosa e fraude em licitação do aeroporto da Capital

Mais Lidas

BR-163
Caminhonete carregada com maconha é encontrada abandonada em posto de Dourados
CAMPO GRANDE
Chefe de quadrilha investigada pela PF foge de presídio
PEDRO JUAN
Mulher é executada a tiros na fronteira
JARDIM PANTANAL
Homem é baleado após ser cercado por grupo